Buscar no site

Faltam apenas 2 meses para o fim do prazo de regularização do título eleitoral

Data limite para regularização é dia 8 de maio; prazo também vale para quem quer tirar a 1ª via do título

Redação AssisCity

  • 08/03/24
  • 15:00
  • Atualizado há 18 semanas

Faltam apenas dois meses para o fim do prazo para regularizar o título eleitoral e garantir o seu direito de voto nas Eleições Municipais de 2024. A data limite é 8 de maio e, após essa data, o cadastro eleitoral será fechado, impedindo alterações de dados e a solicitação de novos títulos.

Regularize seu título de forma rápida e fácil pela internet:

- Acesse o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE): https://www.tse.jus.br/

- Utilize o sistema Título Net para:

- Conferir se seu título está regular

- Alterar dados cadastrais

- Transferir o título para outro município

- Incluir a identidade de gênero e o nome social

- Consultar locais de votação e número do título eleitoral

- Imprimir o título eleitoral

Em caso de necessidade de atendimento presencial, o sistema indicará o cartório eleitoral mais próximo.

Tire a primeira via do seu título pela internet:

- Jovens entre 16 e 18 anos (voto facultativo) e a partir de 18 anos (voto obrigatório) podem solicitar o título online.

- O documento pode ser solicitado a partir dos 15 anos de idade, mas o voto só pode ser exercido aos 16 anos completos.

Regularize seu título e evite transtornos:

Eleitores com pendências não podem:

- Tirar documentos como passaporte e carteira de identidade

- Ingressar em universidades públicas

- Assumir cargos públicos

- Obter empréstimos em instituições públicas

Cancelamento do título:

O título eleitoral é cancelado após três eleições consecutivas sem votar, sem pagar a multa ou sem justificar a ausência.

Eleições 2024:

- As eleições estão marcadas para o dia 6 de outubro.

- Não há voto em trânsito, ou seja, quem estiver em outra cidade não poderá votar.

- A justificativa da ausência pode ser feita pelo e-Título, app da Justiça Eleitoral, pelo site do TSE ou em cartórios eleitorais.

Receba nossas notícias em primeira mão!

Mais lidas
Ver todas as notícias locais