Buscar no site

Salário mínimo de R$ 1.412 começa a ser pago nesta quinta-feira, 1º de fevereiro

Valor é 6,79% maior do que o salário de R$ 1320 que vigorou até 31 de dezembro de 2023

Agência Brasil

  • 31/01/24
  • 15:00
  • Atualizado há 23 semanas

O novo salário mínimo de R$ 1.412 começa a ser pago a partir desta quinta-feira, 1º de fevereiro, referente à folha de janeiro. O valor, que foi aprovado em 2023 e entrou em vigor na virada do ano de 2024, é 6,79% maior que o salário de R$ 1320, que vigorou até 31 de dezembro.

Marcello Casal Jr/Agência Brasil - Salário mínimo de R$ 1.412 começa a ser pago nesta quinta-feira, 1º de fevereiro - FOTO: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Salário mínimo de R$ 1.412 começa a ser pago nesta quinta-feira, 1º de fevereiro - FOTO: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Aprovado no Orçamento Geral da União de 2024, o valor de R$ 1.412 corresponde à inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado nos 12 meses terminados em novembro, que totalizou 3,85%, mais o crescimento de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2022. Enviada pelo governo em maio, a medida provisória com a nova política de valorização do salário mínimo foi aprovada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado em agosto.

Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o reajuste do salário mínimo beneficiará 59,3 milhões de trabalhadores e resultará em um incremento da renda anual no montante de R$ 69,9 bilhões. A entidade estima que o governo - União, estados e municípios - arrecadará R$ 37,7 bilhões a mais por causa do aumento do consumo atrelado ao salário mínimo maior.

Ao descontar a inflação pelo INPC, o salário mínimo terá ganho real de 5,77% em relação a maio de 2023, quando passou a vigorar o mínimo de R$ 1.320. Se considerar o salário mínimo de R$ 1.302, que vigorou de janeiro a abril, o ganho seria menor, de 4,69%. Isso porque o INPC, índice que mede a inflação das famílias de menor renda (até cinco salários mínimos), estava mais alto no início de 2023.

Com o aumento do salário mínimo, diversos benefícios da Previdência Social e de programas de transferência de renda do governo, como o Bolsa Família, também sofreram pequenos reajustes, uma vez que os seus valores são atrelados ao salário mínimo.

Histórico

No ano passado, houve dois aumentos. De janeiro a maio, o salário mínimo foi reajustado para R$ 1.302, com ganho real de 1,41%. A partir de maio, quando o governo editou a medida provisória retomando a política salarial anterior, o salário passou para R$ 1.320, com valorização real de 2,8% em relação ao mínimo de 2022.

Receba nossas notícias em primeira mão!

Mais lidas
Ver todas as notícias locais