Buscar no site

Com estiagem prolongada, Energisa alerta sobre o impacto das queimadas no fornecimento de energia

Situações como essas deixaram mais de 2,6 mil clientes da Energisa Sul-Sudeste sem energia somente neste ano

Assessoria de Comunicação

  • 23/06/24
  • 09:00
  • Atualizado há 3 semanas

Sem previsão de chuvas para os próximos dias, as regiões de Assis e Tupã vivem mais um período de estiagem prolongada. O clima seco e a maior incidência dos ventos contribuem para um problema recorrente: as queimadas. Bitucas de cigarros, fogo para limpeza de pastagens e fogueiras estão entre os principais causadores de incêndios, cujas chamas podem atingir a rede elétrica e impactar o fornecimento de energia.

Aliás, situações como essas deixaram mais de 2,6 mil clientes da Energisa Sul-Sudeste sem energia somente neste ano. Conforme a concessionária, que atende 27 municípios nas duas regiões, foram registradas oito ocorrências na rede relacionadas a queimadas em áreas urbanas e rurais. No ano passado, os incêndios provocaram 30 ocorrências de desligamentos, prejudicando temporariamente o fornecimento de energia para mais de 11 mil clientes.

"Mesmo sem atingir a rede elétrica diretamente, as queimadas colocam em risco a segurança da comunidade e a distribuição de energia. O calor intenso que provém das chamas pode danificar cabos condutores, postes, equipamentos em geral e, consequentemente, causar a interrupção no fornecimento da energia para os clientes das proximidades, prejudicando até mesmo serviços essenciais", afirma o gerente de Operação da Energisa Sul-Sudeste, detalhando que as ocorrências de interrupção da energia por conta das queimadas foram solucionadas rapidamente.

Divulgação/Energisa - Situações como essas deixaram mais de 2,6 mil clientes da Energisa Sul-Sudeste sem energia somente neste ano - Foto: Divulgação/Energisa
Situações como essas deixaram mais de 2,6 mil clientes da Energisa Sul-Sudeste sem energia somente neste ano - Foto: Divulgação/Energisa

"Há situações em que é necessário desligar o circuito de energia para que as equipes do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil possam atuar no controle das chamas de maneira segura", acrescenta Tiago.

Por esse motivo, a orientação da concessionária é: não jogue bitucas de cigarro à beira da estrada ou em terrenos baldios; não queime lixo, nem use fogo para fazer limpeza de pastagens; e, por fim, não solte balões pois, dispersos pelos ventos, eles podem ocasionar incêndios de grandes proporções.

Se porventura presenciar uma situação de incêndios, a população precisa acionar imediatamente o Corpo de Bombeiros, pelo número 193, e se o fogo estiver próximo aos cabos de energia elétrica, avisar também a Energisa. "Nossas equipes são treinadas e capacitadas para agir de maneira rápida e segura com objetivo de eliminar o risco e garantir o abastecimento de energia elétrica".

Evite acidentes

Confira mais dicas importantes da Energisa para prevenir incêndios nas áreas urbanas e rurais:

• Evite acender fogueiras, principalmente em locais perto da rede elétrica;

• Quando acender uma fogueira, posteriormente apague as cinzas com água, para que o vento não leve as brasas para matas, terrenos baldios ou lixões;

• Nunca jogue pontas de cigarro ou fósforos acesos em lixeiras, às margens de rodovias ou próximo a qualquer tipo de vegetação;

• Não queime o lixo doméstico;

• Vale lembrar que realizar queimadas próximo às linhas de transmissão constitui crime federal previsto no Decreto 2.661, de julho de 1998, que proíbe atear fogo numa faixa de 15 metros dos limites de segurança das linhas de transmissão de energia e de 100 metros ao redor das subestações.

Para falar com a Energisa, acione os canais de atendimento:

• Aplicativo gratuito: Energisa On

• Chatbot Gisa/Whatsapp: gisa.energisa.com.br

• Site: www.energisa.com.br

• Call Center: 0800 70 10 326

Receba nossas notícias em primeira mão!

Mais lidas
Ver todas as notícias locais