Buscar no site

Assis fica de fora da 2ª remessa da vacina da dengue enviada pelo Ministério da Saúde

Nova lista, que incluiu mais 154 municípios, foi divulgada nesta quarta-feira, dia 27

Redação AssisCity

  • 27/03/24
  • 15:00
  • Atualizado há 15 semanas

A cidade de Assis, mais uma vez, ficou de fora da lista dos contemplados na segunda remessa da vacina contra a dengue enviada pelo Ministério da Saúde. A inclusão de mais 154 municípios para receber as doses da vacina foi anunciada nesta quarta-feira, dia 27 de março, e contemplou as regiões de saúde de Central (ES), Betim (MG), Uberaba (MG), Uberlândia/Araguari (MG), Recife, Apucarana (PR), Grande Florianópolis, Aquífero Guarani (SP), Região Metropolitana de Campinas (SP), São José do Rio Preto (SP) e São Paulo, totalizando 675 municípios atendidos.

Segundo informações do Ministério da Saúde, os critérios para a seleção dos municípios contemplados seguiram as recomendações da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização (CTAI) e da Organização Mundial da Saúde (OMS). As vacinas foram direcionadas para regiões de saúde com municípios de grande porte que apresentaram alta transmissão nos últimos dez anos, além de uma população residente igual ou superior a 100 mil habitantes, levando em consideração também as altas taxas de transmissão nos últimos meses.

O público-alvo desta fase da vacinação, em 2024, são crianças e adolescentes de 10 a 14 anos, faixa etária que concentra um número significativo de hospitalizações por dengue, após os idosos, grupo para o qual a vacina ainda não foi liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

De acordo com o Painel de Monitoramento de Dengue, Chikungunya e Zika do Estado de São Paulo, até a quarta-feira, dia 27 de março de 2024, foram registradas 146 mortes por dengue no estado, com outras 315 mortes sob investigação. Na região do Grupo de Vigilância Epidemiológica de Assis, que atende 25 cidades, foram notificadas 7.090 pessoas, com 2.390 casos confirmados de dengue. Dessas ocorrências, 40 são consideradas como casos com Sinal de Alarme e 2 foram identificadas como casos de dengue grave.

Além disso, há 6 mortes sob investigação na região de Assis, com o registro mais recente datado do dia 17 de março, em Tarumã. Todos os casos estão aguardando confirmação do Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo.

De olho nesse cenário, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Assis tomou medidas emergenciais, como a abertura de duas unidades de saúde para atendimento exclusivo de casos de dengue durante o período noturno. A ação, que foi realizada na segunda-feira, 25, atingiu os bairros Jardim Paraná e na Vila Fiúza, regiões com maior incidência da doença no município. O objetivo foi também desafogar os altos números de atendimentos registrados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Até esta quarta-feira, 27, Assis registrou 1.315 casos positivos de dengue, com outros 186 aguardando resultado de exames para confirmação da doença. Os dados são do Boletim Epidemiológico da SMS.

Receba nossas notícias em primeira mão!

Mais lidas
Ver todas as notícias locais