BLOG

02/04/2017 -- 11:00

Lei da Reforma completa 3 anos e "pegou"

Lei prevê regras para realização de obras em condomínios residenciais ou comerciais

Facebook
Twitter
Google +
Whatsapp
Surgerir Pauta
Comunicar Erro

A chamada Lei da Reforma vai completar três anos no próximo mês. Publicada em abril de 2014 pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), a NBR 16.280 estabelece regras para a realização de obras em condomínios residenciais ou comerciais, como também determina quais são as responsabilidades e as atribuições dos proprietários dos imóveis, síndicos e dos profissionais da área de arquitetura e construção.

"No Brasil, por vezes, vemos que há leis que não pegam. O mesmo acontece com algumas normas. Felizmente, essa pegou", comemora o presidente do CAU/SP – Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo, Gilberto Belleza. Para ele, reflexo disso é o aumento considerável na emissão de RRTs (Registro de Responsabilidade Técnica) com indicação desse tipo de atividades registrados pelo Conselho logo no primeiro ano em que a NBR entrou em vigor.

"Os síndicos dos condomínios reconheceram a importância de ter um profissional e passaram a cobrar de qualquer obra o devido recolhimento do RRT ou da ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), documento que deve ser expedido por um arquiteto. A sociedade já não quer – e nem deve – mais assumir a responsabilidade e os riscos que uma obra oferece sem contar com a participação de um profissional realmente responsável capacitado para tal", completa Belleza.

Para uma obra em uma construção já existente, além da elaboração do projeto, o arquiteto tem capacidade para analisar o comportamento da estrutura, das vedações, das instalações prediais e diagnosticar as alterações a serem feitas, de modo a não interferir na estabilidade e segurança da edificação. "É ele quem deve elaborar esse plano de reforma", diz Belleza.

De acordo com o presidente do CAU/SP, nesse documento deve constar, entre outras informações, o detalhamento sobre os impactos nos sistemas e equipamentos; entrada e saída de materiais; horários de trabalho; projetos e desenhos descritivos; identificação de atividades que geram ruídos; identificação dos profissionais e por último o planejamento de descarte de resíduos.

"Vale, inclusive, para reformas dentro do imóvel, como remoção ou acréscimo de paredes, instalações elétricas e de gás, instalação de ar-condicionado, exaustão e ventilação, revestimentos, esquadrias e fechamentos de varandas, troca de tomadas de lugar, automação, impermeabilização, entre outros", conclui Belleza.

Divulgação
Planass Arquitetura
Planass Arquitetura é uma empresa dos sócios Arildo Blefari de Almeida e Renata Pereira Rocha. Em sua essência, a Planass é voltada para projetos arquitetônicos residenciais e comerciais. Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/Arildo-e-Renata-Arquitetura-Planass
Leia também!
DESAPARECIDA
Gata está desaparecida desde maio e tutora oferece recompensa para quem encontrar1
A gata atende pelo nome de Lindinha
ADOÇÃO
Seis filhotinhas estão disponíveis para adoção, em Assis
Elas têm aproximadamente 50 dias e precisam de um lar
DESAPARECIDA
Cachorra Poddle de 1 ano está desaparecida4
Tutora diz que filha não para de chorar
PERDIDA
Cachorra da raça Shi Tzu está desaparecida em Assis8
Ela sumiu nas proximidades da Rua Capitão Assis
PERDIDA
Cachorra está desaparecida nas proximidades da Vila Xavier, em Assis2
Ela desapareceu na noite deste domingo, 18
PERDIDA
Gata persa está desaparecida no Jardim Santa Amélia, em Assis
Belinha, como é chamada, sumiu no dia 10 de junho
Acesse a versão clássica
Redecity. © 2017
Google Twitter Whatsapp Facebook