20 de Setembro de 2017
17º/30º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS
05/09/2017

Olhos que hoje são teus

Mentira se eu dissesse agora
que não sinto falta dos teus beijos
dos teus abraços tímidos
dos risos que não já vejo

Seria sensato me afastar
já que não consigo ir além
do que um dia sonhou para nós
e que eu sonhei também

Você continua ali
dentro do meu pensamento insano
e sem destinguir o certo do errado
de novo me pego te procurando

Não querendo me afastar
não querendo te ver partir
querendo driblar o tempo
no verbo dilacerado de sentir

Tantas coisas mudaram
depois que você apareceu
metade do que já fui um dia
vejo nos olhos que hoje são teus...

Raquel de Andrade
Escreve semanalmente no AssisCity, tem 32 anos, trabalha na Rede de Supermercados Avenida há 13 anos e ama poesia. Uma frase a resume muito bem: "A poesia fala o que o coração sente, o que toca na alma... é um desabafo, um encontro de emoções, misturada com encantos e desencantos."
+ VEJA TAMBÉM