Buscar no site

Governador de SP decreta estado de emergência por novos casos de gripe aviária

Oito cidades paulistas já notificaram casos da doença

Redação AssisCity com informações do Gov do Estado SP

  • 15/08/23
  • 14:00
  • Atualizado há 45 semanas

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), decretou estado de emergência zoossanitária por 180 dias por causa da gripe aviária (H5N1). A medida está publicada no Diário Oficial, desta terça-feira (15) e já está em vigor em todo estado.

O Ministério da Agricultura adotou a mesma medida para todo o território nacional através de portaria publicada no Diário oficial da união em 22 de maio.

<a href=Imagem de tawatchai07 no Freepik" title="Imagem de tawatchai07 no Freepik" />
Imagem de tawatchai07 no Freepik

Os governadores dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Espírito do Santo, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Bahia, Sergipe e Paraná já declararam estado de emergência.

O Governo Federal recomendou que estados e munícipios publiquem seus decretos para que possam acessar recursos municipais, estaduais ou federais de origem governamental, ou privada para combater a disseminação da Influenza Aviária de Alta Patogenicidade (IAAP).

Em São Paulo

Dois novos casos da doença foram confirmados pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo em aves silvestres entre quinta-feira (20) e esta sexta-feira (21) de julho no estado de São Paulo.

A coordenadora informou através de nota que os casos de Influenza Aviária de Alta Patogenicidade (IAAP) foram notificados em duas aves da espécie trinta-reis-de-bando em Itanhaém.

De acordo com a coordenadoria, o estado já registrou casos de aves com a doença em Ubatuba, Caraguatatuba, Guarujá, Santos, São Sebastião, São Paulo, Praia Grande e Queiroz.

O órgão da defesa paulista lembrou que "o consumo de aves e ovos não transmite a doença".

A CDA orienta que a população siga as instruções do Serviço Veterinário Oficial (SVO) e não toque em aves que possam apresentar os sintomas clínicos. Em caso de suspeita da doença ou identificação de aves mortas, a CDA deve ser acionada.

Casos gripe aviária no Brasil

O Ministério da Agricultura informou, na última sexta-feira (11), que dois novos focos de influenza aviária de alta patogenicidade (IAAP, vírus H5N1) em aves silvestres foram detectados no Brasil.

No total, há 77 casos da doença em aves silvestres no país e dois focos em produção de subsistência, de criação doméstica.

De acordo com o ministério, há outras 13 investigações em andamento, com coleta de amostra e sem resultado laboratorial conclusivo.

As notificações em aves silvestres e ou de subsistência não comprometem o status do Brasil como país livre de IAAP e não trazem restrições ao comércio internacional de produtos avícolas brasileiros, conforme prevê a Organização Mundial de Saúde Animal (OMSA).

Receba nossas notícias em primeira mão!

Colunistas Blog Podcast
Ver todos os artigos