Buscar no site

Perda da voz é uma das principais causas de afastamento de professores

Bem-Estar

  • 14/06/23
  • 08:00
  • Atualizado há 44 semanas

Profissionais do Voice Center do Hospital Paulista vão ensinar técnicas vocais a esse público nesta quinta-feira (15), no Sesc Vila Mariana

Patrocinador da Campanha Nacional da Voz - que segue até o final de julho em todo o país - o Hospital Paulista vai capitanear em parceria com Sesc Vila Mariana, mais uma ação integrada à iniciativa, no dia 15 de junho. Dessa vez mirando os professores de escolas públicas e privadas e demais interessados no tema. O objetivo é orientá-los sobre cuidados que devem ter em relação ao uso da voz - instrumento essencial para quem exerce carreira na docência.

Por esse motivo é que o Dr. Domingos Tsuji, médico especialista em diagnóstico de patologias de laringe e responsável pelo Voice Center do Hospital Paulista, virá especialmente a esse encontro, acompanhado da fonoaudióloga Bruna Rocha.

Imagem de Freepik

Ambos falarão da voz sobre um ponto de vista especializado aos docentes, além de auxiliá-los em exercícios de aquecimento e treinamento. A conversa ocorrerá em formato de bate-papo, a ser apresentado por Octávio Weber, da Gerência de Educação para Sustentabilidade e Cidadania do Sesc, que fará a mediação entre os entrevistados e a plateia presente. Alunos do curso de canto do Sesc Consolação também farão parte da integração.

"É muito importante que nós, profissionais da voz, tenhamos uma interface maior com os docentes. Não só pela natureza da atividade, que exige muito da voz e por isso merece cautela redobrada, mas por serem grandes multiplicadores de conhecimento e informação. É importante que eles tragam essa discussão para o meio deles e estejam atentos às preocupações que envolvem o tema", observa o Dr. Tsuji.

Na mesma linha, a fonoaudióloga Bruna Rocha entende que o compartilhamento de experiências e conhecimentos pode fazer toda a diferença no dia a dia dos profissionais de ensino. "Há medidas simples que são muito eficientes para a prevenção de problemas vocais. Beber bastante água, por exemplo, assim como fazer exercícios para diminuir a tensão na região do pescoço e dos ombros; não tentar competir com os ruídos em sala de aula; alterar períodos de explanação com outras atividades. Há várias maneiras de evitar a fadiga da voz".

Pesquisa do Sindicato dos Professores de São Paulo (Sinprosp), em parceria com o Centro de Estudos da Voz, aponta que 63% dos professores já tiveram problemas com a voz. No setor público, dados do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de SP (Apeoesp) indicam que a perda de voz é um dos motivos que mais justificam afastamento de professores por questões médicas.

Campanha Nacional da Voz

Lançada no último dia 10 de abril, a Campanha Nacional da Voz segue até o dia 31 de julho com ações em todo o país focadas nos mais variados públicos. O objetivo é alertar a população sobre os principais cuidados com a voz e sobre a importância da prevenção de doenças vocais.

O Hospital Paulista é o patrocinador oficial da campanha, que tem como organizadores a Academia Brasileira de Laringologia e Voz (ABLV) em parceria com a Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF) e a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço.

Receba nossas notícias em primeira mão!

Veja também