Buscar no site

Entenda por que se preocupar com a doença periodontal

COLUNISTA - Patrícia Sartori

Patricia Sartori

  • 06/02/23
  • 08:00
  • Atualizado há 68 semanas

A doença periodontal tem sido considerada um problema de saúde preocupante, pois atinge cerca de 50% das pessoas adultas.

É uma doença multifatorial, ou seja, várias causas associadas, e está ligada a diversos fatores mecânicos (higiene bucal), doenças sistêmicas, envelhecimento fisiológico, fatores hereditários e composição da microbiota bucal (mais de 700 tipos de bactérias).

A gengivite é a forma mais comum de inflamação gengival, e existe tratamento e cura. O restabelecimento da saúde gengival se dá através da profilaxia dentária em consultório, em que é realizada a remoção mecânica do biofilme dental (placa bacteriana e tártaros).

Já a periodontite é caracterizada por uma reação inflamatória crônica envolvendo os tecidos de suporte do dente (gengivas, ligamento periodontal e osso alveolar), podendo ocorrer de forma assintomática com presença de sangramento gengival, secreção de pus e mobilidade dental. Além de atingir os dentes naturais, existe ainda o comprometimento dos implantes dentários.

Apesar de ser uma doença grave, existe tratamento para a periodontite. Quanto mais cedo for feito o diagnóstico, menores são as consequências em relação à saúde bucal, podendo evitar perda de dentes e desenvolvimento de doenças sistêmicas.

O que é a doença periodontal?

Consiste em uma inflamação ou infecção crônica, que afeta os tecidos que estão ao redor do dente ou implante e que garantem a sua sustentação e proteção. A evolução dessa doença e o não tratamento traz consequências sérias, como:

- mobilidade dentária;

- perda do dente ou implante;

- retração da gengiva;

- reabsorção ou perda óssea;

- formação de abscessos com pus;

Além dessas complicações acima, a doença periodontal está relacionada com complicações sistêmicas, pois as bactérias que se proliferam na cavidade bucal podem migrar para o restante do corpo, atingindo os pulmões, cérebro e o coração. Esse processo favorece a instalação de outras infecções, podendo resultar na endocardite bacteriana.

Divulgação - A doença atinge cerca de 50% das pessoas adultas - Foto: Divulgação
A doença atinge cerca de 50% das pessoas adultas - Foto: Divulgação

Quais são as causas da doença periodontal?

A doença periodontal, como foi dito anteriormente, tem diversas causas. Além dos fatores fisiológicos, hereditários, doença sistêmica como diabetes e osteoporose, disfunções hormonais, gestantes e período de menopausa e hábitos como o fumo, seu início se dá em função do acúmulo da placa bacteriana (biofilme) associado ao descuido com a higiene bucal e a falta de consultas de checkup e limpezas periódicas no dentista.

Quando esses fatores ou indicadores de risco são associados ao acúmulo da placa bacteriana e do tártaro, as chances de a doença periodontal se manifestar são muito maiores. Isso porque, com o acúmulo placa bacteriana, desenvolve-se uma gengivite, inflamação que fica restrita ao tecido gengival e que se não tratada evolui para a instalação dessa mesma inflamação nos tecidos periodontais, desenvolvendo a doença periodontal. Nesse caso, trata-se de um quadro geralmente crônico e muito mais extenso do que o primeiro.

Quais são os sinais e sintomas da doença periodontal?

- sangramento gengival;

- alteração da tonalidade da pele;

- vermelhidão na gengiva;

- mudanças na textura do tecido;

- inchaço;

- sensibilidade;

- retração gengival

- exposição da raiz do dente

- mobilidade dental

- perda dental.

O controle da periodontite

O tratamento da doença periodontal não recupera o que foi perdido, mas interrompe o avanço da doença. Ou seja, a periodontite não tem cura, mas é uma doença crônica controlável. A manutenção correta da higiene bucal é o primeiro passo e, nesse sentido, deve ser garantida grande atenção à escovação. O cirurgião-dentista que acompanha o paciente é a pessoa mais indicada para orientar sobre a técnica de escovação, manutenção periódica de limpeza dentária em consultório, diagnosticar e planejar as necessidades e tipos de tratamento.

Divulgação - Patrícia Sartori, dentista - Foto: Redes Sociais
Patrícia Sartori, dentista - Foto: Redes Sociais

Serviço

Sartori Odontologia

Avenida Nove de Julho, 1129, Centro

Telefone: (18) 3324-6090

WhatsApp: 18 99701-8491

Instagram: @sartori_odonto

Receba nossas notícias em primeira mão!

Veja também