04 de Dezembro de 2022
20º/30º
Entretenimento - Colunistas

Muito além do revestimento: mármores e granitos são opções que nunca saíram de moda

Wagner Cimino Filho*



O consumidor brasileiro é adepto à inovação. Quando algum produto ou serviço é inserido no mercado, logo há aquele frisson em querer saber mais informações sobre o mesmo, e, caso seja algo de interesse então, porque não adquiri-lo? A novidade é o que movimenta a economia em nível global, atendendo aos anseios de uma grande parcela da sociedade que demanda por inovação, além de atender aos interesses da indústria e do próprio mercado capitalista.



O mundo da moda hoje exige uma criação acelerada para se adequar às expectativas da demanda. Se voltarmos aos anos 80, as principais marcas de tênis eram o Bamba e o Kichute, assim como predominavam nas ruas os Fuscas, as Variantes e as Kombis. Os mais dotados de recursos financeiros, tinham um Monza ou um Escort conversível.



De lá pra cá - assim como carros e tênis - muitos outros produtos passaram por transformações, sendo substituídos por outros mais modernos. Nessa linha, os tacos de madeira foram trocados por pisos frios, pisos laminados ou porcelanatos. Atualmente, inclusive, para revestir o chão também é bem requisitado o granito - pedra que confere um acabamento final seguro, duradouro e muito elegante.



Ao mesmo tempo em que o granito é uma rocha antiga, é muito atual. Dada a enorme versatilidade que a pedra tem na questão de revestimento e acabamento, ela é utilizada em escadas internas, revestimento piso e paredes, bancada e lavatório, colunas e onde a criatividade imaginar.



Assim como o granito, o mármore é outro bem natural que não envelhece, podendo ser esculpido de várias formas. Porém, por ser mais delicado, sua aplicação deve ser em lugares onde não haja tráfego intenso. Essas pedras são alvo de consumidores que não abrem mão de ter como resultado final um ambiente luxuoso, principalmente em interiores de residências.



Para endossar, o segmento de rochas ornamentais segue aquecido, com projeção de crescimento de 25% em relação ao ano passado, de acordo com o sindicato do setor. Esse otimismo se dá ao fato da recuperação da economia pós pandemia, que gerou retomada acentuada no consumo desse setor.



Apesar de ainda serem vitrines dos projetos mais requintados, essas pedras são de origem milenar. Apesar de toda a criação e inovação do mercado de construção civil e arquitetura no lançamento de novos produtos de revestimento e acabamento, essas rochas nunca perderam o seu lugar no pódio das preferidas. O serviço final da empresa responsável por elaborar um projeto de excelência para o cliente, é o que fará toda diferença. E quem confere o resultado final, entende que o mármore e o granito são opções que nunca saíram de moda.





*Wagner Cimino Filho é proprietário da Cimino Granitos e Mármores
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM