Buscar no site

O novo gerenciamento do Twitter sob o prisma dos princípios ESG

COLUNISTA - Elisa Barbosa

Elisa Barbosa

  • 15/04/23
  • 08:00
  • Atualizado há 58 semanas

Desde que assumiu o Twitter, em 27 de outubro do ano passado, várias ações de Elon Musk têm chamado atenção do público. Dentre elas, o bilionário suspendeu o trabalho remoto - vertente crescente em grande parte das empresas no mundo - cancelou almoço dos empregados e demitiu cerca de 3.700 pessoas, praticamente metade da força de trabalho da rede social (muitos desses trabalhadores só souberam da sua demissão por não terem mais acesso às suas áreas de trabalhos em seus computadores).

Além disso, Musk demitiu funcionários que o criticaram em sua rede social e deu um ultimato à equipe da rede: seria necessário, a partir de então, um comprometimento "extremamente hardcore" que "significará trabalhar longas horas em alta intensidade". Quem não aceitasse a nova fórmula de gestão teria até às 17h do dia seguinte à mensagem para receber um pacote de indenização e se desligar da empresa.

Nesta semana, após os ataques ocorridos em diferentes escolas brasileiras, deixando feridos e mortos, num intervalo de duas semanas, o jornal O Estado de São Paulo tentou entrar em contato com a assessoria de imprensa da plataforma, tendo em vista o rastreamento de 511 contas, pelo governo, que faziam algum tipo de apologia à violência e discurso de ódio. Dentre elas, 431 publicavam conteúdos relacionados aos ataques contras as escolas.

Divulgação - Elisa Barbosa - Foto: Divulgação
Elisa Barbosa - Foto: Divulgação

A resposta ao e-mail enviado pelo Estadão foi um emoji de fezes. A prática foi institucionalizada pelo Twitter após a chegada de Elon Musk. A companhia já suspendeu inúmeras contas de jornalistas dos Estados Unidos.

E como isso se relaciona com ESG? Com o aumento da preocupação com o meio ambiente, a sustentabilidade, cresceu, paralelamente, a importância da gestão responsável, transparente, ética e social. A boa governança tem como o principal objetivo manter relacionamentos saudáveis dentro do ambiente corporativo. A construção do código de conduta de uma empresa irá refletir sua missão, visão e valores.

O desrespeito de Elon Musk com seus funcionários, bem como com os veículos de imprensa, apenas para citar o que neste artigo está sendo abordado, demonstra a desconexão da administração de Musk com as novas tendências mundiais.

Muitas personalidades têm deixado a plataforma e migrado para outras, que julgam ser mais seguras e de melhor reputação. Resta saber até quando o Twitter conseguirá lidar com o que alguns executivos-chefes das grandes empresas de tecnologia chamam de "viagem do ego de Musk".

Receba nossas notícias em primeira mão!

Veja também
Colunistas Blog Podcast
Ver todos os artigos