Buscar no site

Profilaxia dentária

COLUNISTA - Patrícia Sartori

Patricia Sartori

  • 13/02/23
  • 08:00
  • Atualizado há 60 semanas

A escovação e o uso do fio dental diariamente, normalmente não são suficientes para manter a saúde bucal em dia. E é aí que entra a profilaxia dentária.

A profilaxia dentária, nada mais é que a limpeza dos dentes realizada em consultório por um cirurgião-dentista, o qual usa de aparelhos específicos para fazer a remoção completa da placa bacteriana e do tártaro.

Atualmente, essa é uma das principais maneiras de prevenir inúmeras complicações, como cárie, gengivite, periodontite, mau hálito, canal, além da evolução de doenças sistêmicas.

Na Sartori, é sempre um procedimento de início de tratamento pois faz a descontaminação de todo meio bucal, deixando o ambiente mais seguro para os próximos tipos de tratamentos a serem realizados.

divulgação - Patrícia Sartori, dentista - Foto: Redes Sociais
Patrícia Sartori, dentista - Foto: Redes Sociais

Como funciona?

Primeiramente é feita uma avaliação, em que o dentista analisa a necessidade de uma limpeza supra gengival (profilaxia) ou se necessita de uma limpeza mais profunda (raspagem subgengival), ou também, se apenas uma sessão seria o suficiente para remoção de todo tártaro, placa e inflamação.

Para a profilaxia, nosso procedimento padrão é:

1- Corar a placa bacteriana: para que assim fique visível para o paciente onde a escovação deve ser melhorada e a prova de que mesmo realizando uma boa higiene em casa, ainda se faz necessário a limpeza profissional;

2- Jato de água com bicarbonato para remoção de toda placa amolecida, pigmentação nos dentes advindas de alimentação, cigarro, medicamentos.

3- Aparelho de ultrassom e/ou instrumentais curetas para promover a limpeza do tártaro, que nada mais é do que restos alimentares com bactérias endurecidas e petrificadas pelos sais da saliva, e que não saem na higienização diária feita em casa;

4- Mini escova rotatória com pasta profilática, para finalizar a eliminação dos resíduos, assim como dar o polimento dos dentes, deixando-os com a superfície polida e lisa a fim de diminuir o acúmulo de placa bacteriana e restos alimentares;

5- Aplicação tópica de flúor.

Qual a periodicidade deve ser feita a profilaxia?

Para pacientes que não têm problemas gengivais e periodontais, deve ser feita a cada 6 meses. Entretanto, para pacientes com gengivite (gengiva inchada e avermelhada às vezes acompanhada de sangramento), periodontite (perda óssea), com problemas sistêmicos (diabetes, problemas cardíacos, Síndrome de Jogren), com alto índice de cárie, com hipossalivação ou com problemas motores, pode ser indicada a cada 3 meses ou até mesmo mensalmente.

Divulgação - Antes e depois da Profilaxia - Foto: Divulgação Sartori
Antes e depois da Profilaxia - Foto: Divulgação Sartori

Quais benefícios?

Quando ela é realizada de maneira periódica, além de promover a limpeza dos dentes, previne inflamações e doenças nos dentes e na gengiva, e ainda resulta em dentes mais branquinhos, livres de manchas, com gengiva mais saudável e bom hálito, fazendo a preservação da saúde bucal.

Serviço

Sartori Odontologia

Avenida Nove de Julho, 1129, Centro

Telefone: (18) 3324-6090

WhatsApp: 18 99701-8491

Instagram: @sartori_odonto

Receba nossas notícias em primeira mão!

Veja também