Buscar no site

Quais tipos de próteses dentárias? Qual escolher?

COLUNISTA - Patrícia Sartori

Patricia Sartori

  • 17/04/23
  • 11:00
  • Atualizado há 62 semanas

Existem vários tipos de próteses dentárias disponíveis, e elas podem ser classificadas de diferentes maneiras. Aqui estão alguns dos principais tipos:

1. Prótese dentária fixa: este tipo de prótese é anexado aos dentes naturais existentes ou a implantes dentários. Existem vários tipos de próteses fixas, incluindo coroas, pontes e facetas.

Divulgação

2. Prótese dentária removível: este tipo de prótese pode ser retirado e recolocado na boca pelo paciente.

As próteses removíveis mais comuns são:

1. Prótese Total: Também conhecida como dentadura, é uma prótese completa que substitui todos os dentes de uma arcada dentária superior ou inferior. A prótese total é indicada quando o paciente perdeu todos os dentes de uma arcada dentária e não há possibilidade de reabilitação com outras próteses.

Divulgação

2. Prótese Parcial Removível, a famosa PPR ou prótese com grampo: É uma prótese que substitui um ou mais dentes faltantes e pode ser removida pelo paciente. É apoiada aos dentes remanescentes com grampos em metal ou em silicone. É indicada quando o paciente ainda tem alguns dentes naturais remanescentes e deseja substituir os dentes ausentes.

Divulgação

As próteses fixas mais comuns são:

1. Coroa: É uma prótese que cobre completamente um dente danificado ou enfraquecido. É fixada no dente natural existente com cimento dentário. Pode ser feita de cerâmica, ceromero, metaloceramica ou de resina.

Divulgação

2. Ponte Fixa: É uma prótese que substitui um ou mais dentes faltantes e é fixada aos dentes naturais adjacentes com cimento dentário. Também pode ser feita nos mesmos materiais da coroa.

Divulgação

3. Prótese sobre Implante Dentário: É uma prótese que é rosqueada ou cimentada sobre o implante (pino que substitui a raiz de um dente perdido e é fixado no osso da mandíbula ou maxila).

O implante dentário é uma das opções mais modernas e eficientes de reabilitação oral. Ele consiste na colocação de um pino de titânio na mandíbula ou maxila que serve como raiz artificial para o dente protético.

Essa opção é muito indicada quando há a perda de um ou mais dentes e não há dentes remanescentes na região ou quando as próteses tradicionais não são indicadas por razões médicas ou estéticas. Portanto, existem a prótese sobre implante individual, para reabilitar um ou ate 3 dentes perdidos, como também a prótese total sobre implantes, a famosa

prótese protocolo.

A prótese protocolo é um tipo de prótese dentária fixa sobre implante, que consiste na colocação de um número reduzido de pinos de titânio (geralmente de 4 a 6) na mandíbula ou maxila, que servem como suporte para a prótese.

Essa prótese recebe o nome de "protocolo" porque é baseada em um protocolo padrão de procedimentos que envolvem a instalação dos pinos, a moldagem da boca e a fabricação da prótese.

Essa técnica é indicada para pacientes que perderam todos os dentes de uma ou das duas arcadas dentárias, ou que apresentam uma perda óssea significativa na região.

A prótese protocolo é uma alternativa mais econômica e menos invasiva em relação às próteses totais fixas tradicionais, que requerem a colocação de um grande número de pinos de titânio.

A prótese protocolo é fixada de forma definitiva nos pinos de titânio, o que garante uma maior estabilidade e segurança em relação às próteses removíveis. Ela é feita sob medida para cada paciente, de forma a se adaptar perfeitamente à anatomia bucal e garantir um sorriso estético e funcional.

Entre as vantagens da prótese protocolo estão uma maior segurança e conforto em relação às próteses removíveis, uma mastigação mais eficiente e uma aparência mais natural. Além disso, ela proporciona uma melhora significativa na qualidade de vida do paciente, que pode se alimentar e falar com mais confiança.

No entanto, é importante lembrar que a prótese protocolo requer um cuidado e manutenção adequados para garantir a sua durabilidade e eficácia a longo prazo. É fundamental seguir as orientações do dentista quanto à higiene bucal e realizar visitas regulares ao consultório para avaliação e manutenção da prótese.

Os pinos de implante são fixados de forma definitiva no osso, o que garante uma estabilidade e segurança muito superiores às próteses tradicionais.

Após a colocação do pino, é feita a instalação do componente protético, que pode ser uma coroa unitária, uma ponte fixa ou uma prótese total. A prótese sobre implante é feita sob medida para cada paciente, de forma a se adaptar perfeitamente à anatomia bucal e garantir um sorriso estético e funcional.

A prótese sobre implante oferece diversas vantagens em relação às próteses convencionais. Por exemplo, ela proporciona uma mastigação mais eficiente e confortável, além de evitar o desgaste dos dentes naturais adjacentes, o que pode ocorrer com as próteses parciais removíveis e as pontes fixas. Além disso, as próteses sobre implantes são mais duráveis e resistentes do que as próteses convencionais, o que garante uma maior longevidade do tratamento.

Divulgação

Serviço

Sartori Odontologia

Avenida Nove de Julho, 1129, Centro

Divulgação - Patrícia Sartori - Foto: Divulgação
Patrícia Sartori - Foto: Divulgação

Telefone: (18) 3324-6090

WhatsApp: 18 99701-8491

Instagram: @sartori_odonto

Receba nossas notícias em primeira mão!

Veja também
Colunistas Blog Podcast
Ver todos os artigos