Buscar no site

Atleta recebe homenagem por ser a 1° mulher a ser campeã pela escola de base de Tarumã

Isadora Leticia da Silva, 16 anos, conquistou junto com sua equipe a 1° Copa CIVAP

Redação AssisCity

  • 01/02/23
  • 08:00
  • Atualizado há 56 semanas

O futebol é a grande paixão dos brasileiros, torcedores vibram e torcem por seus times de coração e é através dessa paixão que torcedores viram atletas, que aos poucos buscam destaque na modalidade.

Apesar de ser um universo cercado de preconceitos, há alguns anos o esporte quebrou paradigmas e a categoria feminina ganhou um maior apoio tanto dos clubes, quanto das torcidas e a partir disso, jovens mulheres também puderam participar do sonho de se tornar jogadoras de futebol.

Como é o caso da jovem Isadora Leticia da Silva, 16 anos, da cidade de Tarumã, que recebeu em 2023, uma homenagem do seu treinador, por se tornar a primeira mulher a conquistar um campeonato pela escola de base do município.

"Receber o prêmio foi uma surpresa enorme, pois não esperava que a homenagem seria para mim. Eu lutei muito nesse ano que treinei pela equipe, me dediquei e sei que ele veio através da minha persistência", destacou Isadora.

divulgação - Isadora Leticia da Silva, 16 anos, atleta de Tarumã - Foto: Divulgação
Isadora Leticia da Silva, 16 anos, atleta de Tarumã - Foto: Divulgação

Segundo a jovem, o treinador Bigão, reuniu os atletas do time e falou que havia feito uma placa de homenagem, para um atleta que havia feito parte da história da escola de base de Tarumã.

"Então ele veio e entregou a placa na minha mão, pediu para eu ler em voz alta, quando me dei conta era meu nome escrito ali, me emocionei e fiquei muito grata pelo reconhecimento", contou a atleta.

divulgação - Isadora ao lado do assessor de esportes Fiico, a mãe Danieli e do treinador Bigão - Foto: Divulgação
Isadora ao lado do assessor de esportes Fiico, a mãe Danieli e do treinador Bigão - Foto: Divulgação

Trajetória

Em 2018, com 14 anos, Isadora começou a treinar futebol, com incentivo de uma amiga, e ao lado de mais 7 meninas, foi desenvolvendo uma paixão pelo esporte. "Era nós no meio de muitos meninos, mas eu persistia sempre. Conforme as categorias foram aumentando, as meninas acabaram desistindo, restando apenas eu e apesar das dificuldades, eu nunca desisti de treinar".

Para Isadora o mais difícil dos desafios era treinar com pessoas fisicamente mais fortes e com mais técnicas. "O cenário era totalmente desfavorável a mim, os meninos tinham mais força, mais técnica e eu treinava a pouco tempo, nos coletivos acabava não participando e não podia ir para os jogos, eu tive todos os motivos para desistir", relembrou a atleta.

divulgação - Jovem jogando pela escola de base de Tarumã - Foto: Divulgação
Jovem jogando pela escola de base de Tarumã - Foto: Divulgação

Apesar das dificuldades, Isadora continuou persistindo, um dos requisitos para treinar na escola era a frequência, e a atleta nunca faltava, e em meio a isso, suas habilidades foram melhorando treino após treino.

"Eu comecei a me empenhar, melhorei meu condicionamento físico, minhas técnicas, passes e etc, então veio a Copa CIVAP, e a surpresa, fui inscrita para participar e pude entrar nos jogos e ajudar minha equipe, saiu campeã", destacou.

divulgação - Isadora disputou a Copa CIVAP e conquistou campeonato - Foto: Divulgação
Isadora disputou a Copa CIVAP e conquistou campeonato - Foto: Divulgação

O Prêmio

Após a vitória na Copa CIVAP, o treinador pensou em Isadora, na sua conquista e então mandou confeccionar a placa. "É com orgulho que falo que eu fui a primeira mulher na história de Tarumã, a jogar e ser Campeã pela escola de base da cidade".

Receba nossas notícias em primeira mão!

Mais lidas
Ver todas as notícias locais
Colunistas Blog Podcast
Ver todos os artigos