Buscar no site

Após denúncia de pais, professor do Clybas é afastado por fala inapropriada dentro da sala de aula

Decisão foi tomada após reunião entre a direção da escola e Diretoria Regional de Ensino

Redação AssisCity

  • 12/03/24
  • 16:00
  • Atualizado há 5 semanas

Nesta segunda-feira, 11 de março, pais e responsáveis dos alunos do 8º ano da Escola Estadual "Dr. Clybas Pinto Ferraz" procuraram o Portal AssisCity para denunciar um professor do Ensino Fundamental que estaria expondo em sala de aula, relatos pessoais de sua vida como travesti.

Em vídeo gravado durante a aula, o professor questiona os alunos se algum deles tem algum problema com travesti, pois caso alguém tenha, isso pode ser resolvido "na gilete". Em outro ponto, o professor reclama que o salário da categoria é muito baixo e por isso, sua renda extra é "trabalhar como travesti".

A mãe da aluna que enviou o vídeo e prefere não se identificar com medo de represália, contou ao Portal AssisCity que a filha já havia relatado outras situações envolvendo o professor, mas que ficou assustada ao ver o conteúdo do vídeo. "Minha filha estava sempre falando a respeito desse professor, falava que ele já tentou se matar, que ensinava como cortar as veias, mas eu achava que era mentira. Mas ela gravou uma parte da conversa e fiquei preocupada, são crianças de 12 e 13 anos ouvindo isso", disse.

Divulgação - Após denúncia de pais, professor do Clybas é afastado por fala inapropiada dentro da sala de aula - Foto: Divulgação
Após denúncia de pais, professor do Clybas é afastado por fala inapropiada dentro da sala de aula - Foto: Divulgação

A reportagem do Portal AssisCity apurou que o professor tentou suicídio há pouco menos de um mês e tem histórico de problemas relacionados a depressão. Ele também já esteve internado por problemas com drogas.

Alguns colegas de trabalho ouvidos pelo Portal AssisCity contam que o professor é um profissional capacitado e muito querido, mas que infelizmente passa por um momento difícil devido ao vício.

Durante toda a tarde desta segunda-feira, membros da Diretoria de Ensino de Assis se reuniram com a direção da escola para apurar a denúncia. A dirigente Marlene Aparecida Barchi Dib informou ao Portal AssisCity que o professor será afastado. "A Diretoria de Ensino de Assis está adotando as medidas cautelares que o caso requer à luz da legislação vigente e que serão adotados todos os procedimentos previstos na Lei 10.261/1968".

O Portal AssisCity segue acompanhando o caso.

Receba nossas notícias em primeira mão!

Mais lidas
Ver todas as notícias locais