Buscar no site

COOCASSIS: cuidado com o meio ambiente e com as pessoas

Especial Assis 118 anos

Fernando Nascimento

  • 12/06/23
  • 09:00
  • Atualizado há 49 semanas

100/118

Série: Assis 118 anos

Reservamos o centésimo capítulo de nosso especial para falar de uma entidade que desenvolve um trabalho especial em nossa cidade, que ajuda o meio ambiente e, assim, escreve uma história de amor com nossa cidade e com as futuras gerações. A Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Assis - COOCASSIS.

É importante destacar que não queremos romantizar este assunto. A ausência de oportunidades de emprego e as condições precárias de trabalho têm assolado, há anos, uma parcela considerável da população. É importante que, como sociedade, nos preocupemos e lutemos para que todos, sem exceção, tenham acesso a uma vida digna, em termos de emprego, saúde, educação, lazer, cultura, e tudo o mais que for necessário.

Ou seja, você vai perceber que o trabalho desenvolvido pela COOCASSIS é sensacional. Mas o ideal que devemos buscar é que não haja necessidade de que cidadãos façam disso, sua forma principal de renda.

Além das informações fornecidas por Sandra, presidente da Cooperativa, nos baseamos na tese de doutorado de CARVALHO, Ana Maria Rodrigues de. Cooperativa de catadores de materiais recicláveis de Assis - COOCASSIS: Espaço de trabalho e de sociabilidade e seus desdobramentos na consciência. 2008. Tese (Doutorado em Psicologia Social) - Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. Acessada em: 2023-06-10. Não houve reprodução da tese, e sim, utilização de informações contidas, para que você possa conhecer um pouco do trabalho deste pessoal.

Divulgação - COOCASSIS: cuidado com o meio ambiente e com as pessoas - Foto: Divulgação
COOCASSIS: cuidado com o meio ambiente e com as pessoas - Foto: Divulgação

Duas instituições participaram do início da cooperativa, no ano de 2001: a Universidade Estadual Paulista - UNESP de Assis (que terá um capítulo em nosso especial) e a Cáritas Diocesana de Assis, para tornar possível o desejo de alguns catadores da cidade e ser uma fonte de renda, em combate ao desemprego.

Estagiários e a professora Ana Maria, do Curso de Psicologia, desenvolviam um trabalho com desempregados de um bairro da cidade, enquanto a Cáritas possuía um projeto inativo com catadores de recicláveis. Da junção de ambas as iniciativas, ensino, pesquisa e extensão, com prestação de serviços à comunidade e a expertise em trabalhos sociais, surgiria o embrião da Cooperativa.

Em agosto do mesmo ano, o projeto de Assessoria à Formação da Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis foi apresentado à Prefeitura, que prontamente manifestou apoio, tanto pelo aspecto social, como pelo índice elevado de desemprego na cidade.

Os primeiros catadores aderiram à ideia, e começaram a participar das reuniões no barracão da Cáritas. Aos poucos, o projeto foi tomando forma, ganhando confiança dos cantores, e alcançando um ar de organização comercial. As atividades de catação e separação estavam bem definidas. Com as primeiras comercializações dos materiais arrecadados, e a geração de renda, os participantes começaram a entender a importância de seu trabalho.

Os desafios se seguiam, o crescimento do grupo acontecia, e ela já conseguia arcar com suas próprias despesas, além de estabelecer relações com cooperativas de outras cidades, para intercâmbio de experiências.

A formalização ocorreu em 30 de abril de 2003, quando foi realizada a Assembléia de Constituição da Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis de Assis, com sessenta e quatro cooperados, na Câmara Municipal.

Divulgação - Especial Assis 118 anos - Foto: Divulgação
Especial Assis 118 anos - Foto: Divulgação

No mesmo ano, a Cooperativa assinou um convênio para o desenvolvimento no Parque de Reciclagem, de atividades de triagem do lixo urbano na esteira, de prensagem dos materiais recicláveis e de sua comercialização.

Outro importante fato para a COOCASSIS foi a assinatura do convênio, em junho de 2005, para o Programa de Coleta Seletiva Solidária, com o slogan: "Jogando limpo com o seu futuro", e a implantação da coleta em 60% dos domicílios.

Algum tempo depois, foi elaborado um projeto para obter recursos para aquisição de equipamentos que melhorassem os trabalhos. O projeto foi viabilizado pela Fundação Banco do Brasil.

Além do projeto social, são desenvolvidos trabalhos visando a educação dos trabalhadores. A interação social entre os catadores também tem sido importante para seu desenvolvimento pessoal.

Nos dias de hoje, são 118 cooperados, com um quadro bastante rotativo; Sandra solicita à população que separem o material, para destinação à Cooperativa, ajudando a garantir sustento, trabalho e renda para as famílias de catadores. A coleta seletiva é feita em 100% do município, porém a adesão das pessoas não é total, pois muitos ainda depositam seu lixo sem separação. Precisamos entender a importância de separar o lixo reciclável.

Apesar de não ser ideal, um trabalho digno, que tem ajudado muitas famílias e contribuído para uma cidade e um mundo melhor. A esperança é que evoluamos ao ponto de todos terem oportunidades, no mínimo parecidas, de alcançarem uma vida melhor.

Obrigado, COOCASSIS.

Receba nossas notícias em primeira mão!