Buscar no site

Especial Mulheres: Lina Giorgi Leuzzi e sua relevância nas áreas da cultura e assistência social regional

Dona Lina foi uma grande parceira do Monsenhor Floriano de Oliveira Garcez contribuindo nas causas da Diocese

Redação AssisCity

  • 08/03/24
  • 10:00
  • Atualizado há 10 semanas

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, que é celebrado nesta sexta-feira, 08 de março, o Portal AssisCity está produzindo uma série de matérias contando um pouco da história de grandes mulheres que foram muito importantes para o município de Assis.

A quinta homenageada é Lina Giorgi Leuzzi, que muito contribuiu na área cultural assisense e nas causas da Diocese, junto ao Monsenhor Floriano de Oliveira Garcez.

Lina Giorgi Leuzzi, carinhosamente apelidada de Dona Lina, nasceu em São Paulo no dia 06 de julho de 1910, filha de José Giorgi e Élide Contrucci Giorgi. Seu pai, José, foi o responsável pela construção da Estrada de Ferro Sorocabana na região e pela construção do prédio da Estação de Assis, atualmente sede da Secretaria Municipal de Cultura.

Reprodução/Acervo Luiz Carlos de Barros - Lina Giorgi Leuzzi trazia sempre um sorriso no rosto - Foto: Reprodução/Acervo Luiz Carlos de Barros
Lina Giorgi Leuzzi trazia sempre um sorriso no rosto - Foto: Reprodução/Acervo Luiz Carlos de Barros

Muito admirada durante sua vida, Dona Lina destacou-se pelos relevantes serviços prestados nas áreas da cultura e assistência social, tanto na capital paulista, como nas cidades da região de Assis.

Em Assis, contribuiu com a área da cultura quando realizou a doação de um terreno para ampliar a área do Museu e Arquivo Histórico de Assis "José de Freitas Garcez", popularmente conhecido como "Casa de Taipa", onde colocou em cláusulas que deveriam ser mantidas e conservadas as várias jabuticabeiras ali existentes.

Ainda na cidade, ofereceu recursos financeiros para a construção do "Anexo José Giorgi", com a doação de móveis e utensílios que pertenceram ao seu pai, assim como o histórico mobiliário que compõe a "Casa de Taipa". Também ofertou ao MAPA - Museu de Arte Primitiva de Assis "José Nazareno Mimessi", importantes obras de artes da pintura primitiva brasileira.

Reprodução/Acervo Luiz Carlos de Barros - Dona Lina no moinho na Fazenda Santa Lina - Foto: Reprodução/Acervo Luiz Carlos de Barros
Dona Lina no moinho na Fazenda Santa Lina - Foto: Reprodução/Acervo Luiz Carlos de Barros

Devido a sua contribuição para a preservação do meio ambiente regional, recebeu em 1989 a "Medalha Primavera", denominada "Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon" que lhe foi conferida pela Sociedade Geográfica Brasileira.

As contribuições de Dona Lina não paravam por aí, em 1998 ela doou um dos melhores presentes a Paraguaçu Paulista, cidade que se iniciava como Estância Turística. Propriedade de sua família, Lina doou uma locomotiva inglesa datada de 1879, que foi desbravadora de quase todo o interior do Estado de São Paulo. A locomotiva foi denominada posteriormente "Trem Turístico e Cultural Maria Fumaça Dona Lina", e fazia o percurso entre Paraguaçu Paulista e o distrito de Sapezal.

Lina Giorgi Leuzzi foi casada com o médico Miguel Leuzzi, que chegou a ser Deputado e Senador, sendo ainda proprietário da maior rede de rádios do país, dentre elas a Rádio Difusora de Assis. Em sua homenagem, o Museu da Agricultura de Assis recebe seu nome. Eles tiveram seis filhos.

Reprodução/Acervo Luiz Carlos de Barros - Dona Lina e seu pai, o Comendador José Giorgi, construtor de ferrovias e fundador da Empresa de Eletricidade Vale do Paranapanema em Assis - Foto: Reprodução/Acervo Luiz Carlos de Barros
Dona Lina e seu pai, o Comendador José Giorgi, construtor de ferrovias e fundador da Empresa de Eletricidade Vale do Paranapanema em Assis - Foto: Reprodução/Acervo Luiz Carlos de Barros

Sendo um exemplo de mãe e firme em seus propósitos, Dona Lina faleceu em São Paulo no dia 19 de novembro de 2003, aos 93 anos.

Em Assis, seu nome se encontra em uma das salas do Museu de Assis "Casa de Taipa", em uma singela homenagem feita pela Prefeitura Municipal de Assis e aprovada em Projeto de Lei, por unanimidade pelos vereadores do Legislativo assisense em 28 de outubro de 2021.

Receba nossas notícias em primeira mão!