Buscar no site

Governo de SP fará grande mobilização contra a dengue no dia 1º de março

Ação foi definida na reunião do Centro de Operações de Emergências e terá, além da Saúde, participação da Defesa Civil, da Secretaria de Educação e do Exército

Assessoria de Comunicação

  • 24/02/24
  • 09:00
  • Atualizado há 7 semanas

O Governo de SP realizou nesta sexta-feira (23) mais uma reunião do Centro de Operações de Emergências (COE) e definiu as próximas medidas de combate à dengue e outras arboviroses, como zika e chikungunya. No próximo dia 1º de março ocorrerá uma grande mobilização contra o Aedes aegypti em todo o Estado. Além disso, o Exército brasileiro passa a fazer parte do grupo do COE para as ações de combate ao vetor das doenças.

O "Dia D de Mobilização Estadual" contra a dengue contará com atividades em todas as regiões, envolvendo ativamente os 645 municípios. A Secretaria de Estado da Saúde, em parceria com a Secretaria da Educação, promoverá iniciativas especiais nas escolas, enquanto a Defesa Civil do estado mobilizará as equipes para intensificar a orientação à população e reforçar as ações de combate ao mosquito nas residências.

Reprodução/Governo do Estado de São Paulo - Governo de SP fará grande mobilização contra a dengue no dia 1º de março - Foto: Reprodução/Governo do Estado de São Paulo
Governo de SP fará grande mobilização contra a dengue no dia 1º de março - Foto: Reprodução/Governo do Estado de São Paulo

O Centro de Operações de Emergências (COE) do Estado de São Paulo, após reunião realizada nesta sexta-feira (23), definiu novas ações para combate à dengue e outras arboviroses, como zika e chikungunya. As ações começarão a ser implantadas na próxima semana, a partir da segunda-feira (26).

O Estado de São Paulo e os 645 municípios, a partir da próxima semana, também passa a contar com o apoio do Exército Brasileiro na limpeza urbana e orientação de combate à dengue junto à população paulista. O efetivo de profissionais será distribuído de acordo com a necessidade e situação epidemiológica de cada município e todos os profissionais passarão por treinamento realizado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) e auxiliará as prefeituras nas ações de campo.

Para auxiliar a população, o Governo de SP lançará o portal "Dengue100Dúvidas", com 100 questionamentos mais comuns entre a população sobre dengue, zika e chikungunya, e com respostas dos profissionais de saúde. A plataforma estará disponível a toda população de forma online a partir da próxima semana.

"Estamos avançando nas ações contra a dengue. Na última semana destinamos mais de R$ 205 milhões aos municípios paulistas para combate às arboviroses e agora vamos contar com o apoio fundamental do exército nas ações. É hora de juntarmos esforços por um bem maior que é a população paulista", disse o secretário de Estado da Saúde, Eleuses Paiva.

Reprodução/Governo do Estado de São Paulo - O
O "Dia D de Mobilização Estadual" contra a dengue contará com atividades em todas as regiões, envolvendo ativamente os 645 municípios - Foto: Reprodução/Governo do Estado de São Paulo

Além destas ações, o Estado disponibilizará de forma online, para todas as prefeituras, a campanha "A água mais mortal pode estar no seu quintal", um material didático e comunicativo para distribuição à população. Estes informes, também serão distribuídos para todas as escolas públicas do estado, tanto municipal, quanto estadual, e podendo ser distribuído também nas escolas particulares.

Para auxiliar e agilizar o resultado dos testes em até 70%, a partir da próxima quarta-feira (28), o Instituto Adolfo Lutz (IAL) iniciará a automatização dos exames com novos equipamentos para que os resultados de dengue analisados pela unidade possam ser entregues às prefeituras de forma mais ágil para melhor controle epidemiológico do Estado.

Além dos recursos destinados aos municípios via programa IGM SUS Paulista, o Estado também disponibilizou mais de 600 equipamentos portáteis de fumacê para apoio às prefeituras e realizou ações educativas em escolas da rede estadual, rodovias e pontos de grande circulação de pessoas como estações de trem e metrô. Durante o carnaval, orientações foram publicadas nas redes sociais e nas mídias do Metrô, CPTM e canais do Detran. Além disso, a SES está capacitando todos os agentes de endemias por meio de cursos e treinamentos online para manejo e atendimento para arboviroses. O Instituto Adolfo Lutz (IAL) também está recebendo investimentos para reduzir o tempo de resposta para o resultado de testes sorológicos e ampliação de sua capacidade.

Coordenado pela Secretaria da Saúde (SES), o COE reúne outras sete secretarias estaduais - Casa Civil, Casa Militar e Defesa Civil, Segurança Pública, Desenvolvimento Social, Comunicação, Educação, Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística -, além do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems).

Receba nossas notícias em primeira mão!