Buscar no site

Jovem morto em confronto com a polícia no Vila Bela é identificado

De acordo com a Polícia Militar ele estava armado com revolver calibre 22

Redação AssisCity

  • 27/05/24
  • 21:00
  • Atualizado há 3 semanas

Na manhã desta segunda-feira, 27 de maio, Eduardo da Silva Firmino, de 22 anos morreu após entrar em confronto com policiais no Vila Bela, em Assis e ser atingido, por pelo menos, ao que se sabe, um tiro que teria acertado seu abdômen. O IML e as autoridades policiais não confirmaram essa informação e o laudo não foi disponibilizado pra imprensa.

O velório de Eduardo da Silva Firmino está sendo realizado no Cemitério Municipal de Assis, onde será sepultado nesta terça-feira, 28 de maio, às 11h. Ele deixa um filho de quatro anos.

Reprodução/Redes Sociais - Eduardo da Silva Firmino tinha 22 anos - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Eduardo da Silva Firmino tinha 22 anos - Foto: Reprodução/Redes Sociais

Segundo informações obtidas com exclusividade pelo Portal AssisCity, ainda pela manhã, por volta das 10h30, Eduardo estava conduzindo uma motocicleta Honda CG 150 Azul com mais um homem não identificado na garupa e trafegavam pela Vila Maria Isabel, quando visualizaram uma viatura policial e iniciaram fuga.

Portal AssisCity - A mata onde o confronto começou - Foto: Portal AssisCity
A mata onde o confronto começou - Foto: Portal AssisCity

O garupa pulou da moto enquanto Eduardo prosseguiu até uma mata entre o Vila Bela e o Jardim Eldorado, onde abandonou a motocicleta e se embrenhou na mata, sendo seguido a pé pelos policiais militares.

De acordo com os registros, quando o primeiro policial o alcançou ele não teria obedecido às ordens do policial militar e iniciou resistência e entrou em confronto com um dos policiais militares, momento em que o policial para se defender teria efetuado dois disparos contra o suspeito, seguidos de outros dois disparos pelo colega de farda. Eduardo morreu no local e com ele, segundo o Boletim de Ocorrência, teria sido localizada uma arma de fogo calibre .22, a qual foi apresentada pelos Policiais Militares.

Eduardo tinha passagens policiais e prisões anteriores por furtos.

Investigação

A Polícia Civil, que não participou dos fatos, se encarregará da investigação criminal e como praxe em casos de mortes violentas instaurará inquérito policial para total esclarecimento dos fatos e identificação do segundo suspeito, sendo que foram apreendidos a moto envolvida, a arma de fogo supostamente portada pelo suspeito falecido e as armas de fogo utilizadas pelos policiais militares, as quais serão todas submetidas a perícia. O local do ocorrido foi igualmente periciado pelo Instituto de Criminalística e o corpo encaminhado ao Instituto Médico Legal de Assis. A Corregedoria da Polícia Militar igualmente foi comunicada e apurará administrativamente o ocorrido.

Receba nossas notícias em primeira mão!

Colunistas Blog Podcast
Ver todos os artigos