Buscar no site

Lucas Thomas Menk: o eterno Grupinho

Hoje contaremos um daqueles capítulos clássicos de histórias de amor com uma cidade

Fernando Nascimento

  • 27/04/23
  • 10:00
  • Atualizado há 44 semanas

54/118

Hoje contaremos um daqueles capítulos clássicos de histórias de amor com uma cidade: migrantes que chegam, fincam raízes, prosperam e trabalham com afinco pela comunidade, de forma que todos se beneficiem.

O sorocabano Lucas Thomaz Menk, primogênito de uma família de ascendência alemã, desembarcou por aqui, com sua esposa Isabel Maria Plens, em 1920. Pioneiro desbravador de sertões, homem firme, honrado e honesto, praticou a hospitalidade generosa e amiga, ajudando aos presos e colaborando com a Santa Casa, asilo, igreja e outros lugares.

Divulgação - Thomaz Menk e família - Foto: Divulgação
Thomaz Menk e família - Foto: Divulgação

O ano era 1942. Fazia apenas alguns meses que o prédio do primeiro grupo escolar da cidade, o Dr. João Mendes Júnior tinha sido inaugurado. A cidade já contava com uma população de quase 25 mil habitantes, e já se tornava necessária uma nova escola, pois o número de crianças em idade escolar aumentava e o Grupão já não comportava a quantidade de novos alunos.

Ideia na mesa, recorreu-se aos préstimos do Sr. Lucas. Com seus 62 anos, dos quais 22 em Assis, ele doou o terreno, parte da chácara que possuía, no centro da cidade, para a construção da escola, que foi inaugurada no mesmo ano do falecimento de seu benemérito patrono, em 1952. Por questões óbvias, seu nome foi dado ao novo grupo escolar da cidade, em uma justa homenagem autorizada pelo governo do estado. Escola carinhosamente apelidada de "Grupinho". Seu primeiro diretor foi José Bolfarini.

Divulgação - 1 ano em 1955 - Foto: Divulgação
1 ano em 1955 - Foto: Divulgação

Uma rápida pesquisa em redes sociais de memórias sobre Assis, podemos observar o quanto o Grupinho foi importante na vida de muitas pessoas. Desde a disciplina (rígida) e o civismo, até aos lanches de pão com doce-de-leite e sorvetes de sagu (segundo relatos, os únicos da cidade) do Bar do Seu Geraldo, que ficava em frente à escola, a saudade e a gratidão são evidentes, nas palavras de vários senhores e senhoras que frequentaram do "prezinho" ao 4º ano primário, ou até o 8º ano, no EEPG Thomaz Menk. Sem esquecer do carrinho de doces de uma senhora que fazia um doce de açúcar, que o pessoal chamava de "martelinho".

Divulgação - Especial Assis - 118 anos / Foto: Divulgação
Especial Assis - 118 anos / Foto: Divulgação

No ano de 2002, graças ao convênio assinado entre o Estado e o Município, a E.E. "Lucas Thomas Menk" passou a denominar-se EMEIF "Lucas Thomaz Menk ". Em 2014, o primeiro prédio, já deteriorado, começou a dar lugar a um novo espaço, que seria inaugurado em fevereiro de 2019. O novo prédio, com cerca de 3.500 m², abriga mais de 600 alunos do ensino fundamental, que recebem, diariamente, além de todo o conteúdo pedagógico, noções de cidadania e outras disciplinas necessárias à formação de cidadãos mais conscientes de sua atuação na sociedade.

Divulgação - Prédio antigo - Foto: Divulgação
Prédio antigo - Foto: Divulgação

Na cerimônia de inauguração, estavam presentes, além de alunos e autoridades, os familiares do patrono da escola, entre eles os netos Lucas Rogério Menk, filho de Quirino Menk, Deodato Menk Cintra, filho de Madalena Menk, Ivanes Menk, filha de Deolindo Menk. Uma curiosidade da ocasião, foi a confirmação de que o sobrenome Thomas era realmente grafado com S no final.

Do prédio antigo, foram iniciadas tratativas para a instalação de uma unidade do SENAI, após uma necessária reforma. Aguardemos.

Ficam as memórias, a saudade e a satisfação de uma história de amor com Assis, não só pela atuação do patrono da escola, mas de tantas pessoas que ali estudaram, cresceram, e também ajudaram Assis a crescer.

Divulgação - Reinauguração prédio novo - Foto: Divulgação
Reinauguração prédio novo - Foto: Divulgação

De Lucas Thomas Menk devem ser imitadas as suas virtudes: coragem, altruísmo, civismo, hospitalidade e honradez.

Que os próximos anos nos reservem mais coisas boas.

Veja mais fotos:

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Receba nossas notícias em primeira mão!

Colunistas Blog Podcast
Ver todos os artigos