Buscar no site

UNESP de Assis - O protagonismo da cidade no ensino superior público

Na década de 1930, a Universidade de São Paulo era a principal instituição pública de ensino superior existente no Estado, mas não correspondia mais às demandas crescentes da sociedade.

Fernando Nascimento

  • 28/06/23
  • 13:00
  • Atualizado há 46 semanas

116/118

Série 118 anos de Assis

Assis certamente seria menos conhecida sem a presença da Faculdade de Ciências e Letras, ou simplesmente UNESP. Sua instalação foi um marco, uma demonstração da importância da cidade, e uma forma de olharmos com esperança para nossa cidade.

Hoje, contaremos um pouco da história da UNESP de Assis. Reunimos informações do site da instituição e também do trabalho "A trajetória da Faculdade de Ciências e Letras de Assis nos desafios educacionais do ensino superior: entre o passado e o futuro", de 2012, organizado por Zélia Lopes da Silva e Sandra Aparecida Ferreira.

Divulgação - UNESP de Assis - O protagonismo da cidade no ensino superior público
UNESP de Assis - O protagonismo da cidade no ensino superior público

Na década de 1930, a Universidade de São Paulo era a principal instituição pública de ensino superior existente no Estado, mas não correspondia mais às demandas crescentes da sociedade. Criada pela junção de escolas já existentes (Politécnica, Direito, Farmácia, Odontologia, Medicina, Agronomia e outras) com a nova Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, já nos anos 50 ela não era mais capaz de atender aos jovens vindos do ensino médio, espalhados pela maioria das cidades paulistas, em razão do número insuficiente de vagas oferecidas. Além disso, manter seus filhos na capital era custoso para as famílias interioranas e, assim, os chamados Institutos Isolados surgiram para cumprir essa tarefa.

A FAFIA de Assis (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras) teve sua origem em 1956, com a aprovação, pela Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, do Projeto de Lei 790, do então Deputado Zeca Santilli. Em fevereiro de 1957 foi promulgada a Lei Estadual 3826, que criou a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Assis - Instituto Isolado de Ensino Superior, cuja inauguração deu-se em 16 de agosto de 1958.

Divulgação - Primeiro prédio da Unesp Assis - Foto: Divulgação
Primeiro prédio da Unesp Assis - Foto: Divulgação

Inicialmente, funcionou em algumas salas do Colégio Santa Maria. Seus primeiros cursos foram Letras, instalado em 1959, História, instalado em 1963 e Psicologia, instalado em 1966.

Divulgação - Unesp Assis nos anos 1960 - Foto: Divulgação
Unesp Assis nos anos 1960 - Foto: Divulgação

Seu primeiro diretor foi o Prof. Dr. Antônio Soares Amora, que trouxe para a cidade uma equipe de professores e mestres de projeção internacional, como os Doutores Antônio Cândido de Melo Souza, Antônio Lázaro de Almeida Prado, Erwin Rosenthal, Jesus de Belo Galvão, José Ferreira Carrato e outros. "uma grande aventura cultural, uma ousadia e um grande senso de futuro, deslocar o eixo universitário para o interior remoto de São Paulo", algumas das palavras do Prof. Antônio Cândido.

O terreno para instalação do Campus foi doado pelo próprio Santilli, em uma área afastada do centro. O primeiro prédio foi projetado, segundo informações, pelo Arquiteto João Walter Toscano, que também projetou o prédio do Clube Recreativo (a semelhança de estilo arquitetônico é visível).

Divulgação - Pedra Fundamental da Unesp Assis - Foto: Memória Fotorgráfica Assisense
Pedra Fundamental da Unesp Assis - Foto: Memória Fotorgráfica Assisense

Em janeiro de 1976, pela Lei 975, criou-se a Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", UNESP, que congregou todos os antigos Institutos Isolados do Estado de São Paulo. A Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Assis, pois, enquanto Instituto Isolado de Ensino Superior, perdeu personalidade jurídica de autarquia e passou a integrar a UNESP como Instituto de Letras, História e Psicologia de Assis (ILHPA). Na ocasião, o curso de Filosofia foi transferido para a Unesp de Marília. Posteriormente, passou a denominar-se Faculdade de Ciências e Letras de Assis (FCL-Assis).

Divulgação - Cerimônia de Fundação da Unesp Assis - Foto: Divulgação
Cerimônia de Fundação da Unesp Assis - Foto: Divulgação

Em 1990, foi criado o curso de graduação em Ciências Biológicas, que inicialmente se concentrou apenas na formação de licenciados, mas também passou a oferecer a opção de formação em Bacharelado a partir de 1998 e o mestrado em Biociências em 2012.

A partir de 2003, o campus da UNESP de Assis passou a oferecer o curso de Bacharelado em Biotecnologia, o primeiro e único curso de graduação oferecido pela instituição nesta área de conhecimento, sendo o primeiro a ser criado em toda América Latina e o terceiro no mundo. O curso foi reestruturado em 2009, tornando-se graduação em Engenharia Biotecnológica.

Hoje, a FCL-Assis oferece cinco cursos de graduação (Ciências Biológicas, Engenharia Biotecnológica, História, Letras e Psicologia) e programas de pós-graduação nas áreas de Biociências (Mestrado), História (Mestrado e Doutorado), Letras (Mestrado e Doutorado) e Psicologia (Mestrado e Doutorado). São cerca de 1500 alunos.

Também possui restaurante, ampla biblioteca, auxílio de permanência estudantil, Centro de Línguas, Empresas Júnior, o Programa UNATI (Universidade Aberta à Terceira Idade), Projetos de Extensão Universitária, Cursinho Pré Universitário (oferecidos gratuitamente para preparar os estudantes da rede pública para os exames vestibulares de universidades públicas e particulares), o CAC (Comitê de Ação Cultural), o INCOP (Incubadora de Cooperativas Populares) e o CEDAP Centro de Documentação e Apoio à Pesquisa), aberto para pesquisa mediante agendamentos.

Divulgação - Entrada da Unesp Assis atualmente - Foto: Divulgação
Entrada da Unesp Assis atualmente - Foto: Divulgação

É evidente que, no capítulo de hoje, fizemos um breve resumo sobre a história da UNESP em Assis. Há muito mais que poderia ser escrito, mas o resumido texto de hoje foi pensado para nos fazer enxergarmos o passado e o futuro.

Nossa cidade já foi protagonista em diversas áreas. Quando falamos de esperança, lembrarmos (ou conhecermos) como a chegada da Faculdade mudou o panorama de Assis, pode ser um combustível para buscarmos um futuro promissor.

A UNESP de Assis é, sem dúvidas, um dos grandes capítulos de nossa centenária história de amor.

Receba nossas notícias em primeira mão!