Buscar no site

União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo (USE): Caridade, acima de tudo

O espiritismo chegou ao Brasil em 1865, trazido por um grupo de brasileiros que estudava em Paris

Fernando Nascimento

  • 10/05/23
  • 10:00
  • Atualizado há 58 semanas

67/118

Se você procurar por caridade em qualquer dicionário, descobrirá que a palavra é um sinônimo de amor. Sem nenhum tipo de romantismo exacerbado, por aqui nós temos falado sempre sobre o amor. Não só como um tema, mas trazendo ao nosso conhecimento as histórias de pessoas que amam pessoas. E, quase sempre, tentamos falar de um amor prático e, hoje, certamente não será diferente.

O espiritismo surgiu na França em 1857, após minuciosos estudos e profundo trabalho de investigação desenvolvidos por Hippolyte Léon Denizard Rivail, com a publicação do "Livro dos Espíritos", em 18 de abril de 1857. Rivail, pedagogo, autor e tradutor de diversas obras dedicadas ao ensino, imortalizou-se adotando o pseudônimo de Allan Kardec. A base da doutrina espírita está contida nesta e em mais quatro obras publicadas posteriormente: "O Livro dos Médiuns", em 1861; "O Evangelho segundo o Espiritismo", em 1864; "O Céu e o Inferno", em 1865 e "A Gênese", em 1868. Estes livros reunidos são chamados de "Pentateuco Kardequiano".

A doutrina organizada por Kardec é embasada em três pilares: filosofia, ciência e religião e segue princípios cristãos, sendo considerada uma religião cristã, com citações frequentes dos evangelhos. Jesus é o referencial. Não possui hierarquias, dogmatismos, iniciações, dízimos ou rituais.

Divulgação - União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo (USE): Caridade, acima de tudo
União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo (USE): Caridade, acima de tudo

O espiritismo chegou ao Brasil em 1865, trazido por um grupo de brasileiros que estudava em Paris. A partir daí, se espalhou pelo país e ganhou muitos adeptos. O Censo realizado em 1940, revelou a existência no Brasil de cerca de 463.400 espíritas. Deste total, 155.037 estavam no estado de São Paulo, mas em um movimento pulverizado.

Em junho de 1947 foi realizado no estado o 1º Congresso Estadual Espírita, com a presença de 550 Centros Espíritas, representantes das entidades espíritas paulistas e de lideranças espíritas de todo país. Do evento, foi criada a União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo (USE SP), como órgão administrativo e federativo.

O país possui o maior número de centros, casas, associações, sociedades, uniões ou grupos espíritas do mundo, e também o maior número de adeptos. Berço de expoentes mundiais como Chico Xavier e Divaldo Pereira Franco, ainda ativo em palestras e eventos, com seus 96 anos.

Nossa cidade é sede Intermunicipal da USE, abrangendo também Cândido Mota, Echaporã e Palmital, e sede regional, com as intermunicipais de Rancharia, Ourinhos e Paraguaçu Paulista. Sediada na Rua Santos Dumont, onde funciona a Associação Filantrópica "A Caminho da Luz", uma das sete casas espíritas da cidade, com reuniões às quartas-feiras. O presidente da Intermunicipal de Assis é Ary Esteves Filho.

A casa mais antiga em Assis, fundada em 01/09/1941, é o Instituto de Difusão Espírita (Nosso Lar), na Praça Nicolau Carpentieri, com reuniões às terças-feiras. A cidade também possui o Centro Espírita "Joana D'Arc", na Rua José de Alencar, fundado em 21/06/1946, com reuniões às segundas, quartas, quintas e sextas-feiras; o Centro Espírita "Andre Luiz", na Rua André Perini, fundado em 14/12/1955, com reuniões às segundas, quartas e sextas-feiras; o Centro Espírita "Cairbar Schutel", fundado em 03/03/1959, na Rua João Ramalho, com reuniões às terças e quintas-feiras.

Outras casas são o Centro Espírita "Casa do Caminho", fundado em 07/11/1969, na Rua Capitão Assis, com reuniões às segundas-feiras, e a mais nova, fundada em 22/08/1984, a Casa de Caridade "Vovô Pedro Antonio dos Santos", na Rua Santa Luzia, com reuniões às segundas, terças e quintas-feiras.

Todos os encontros públicos são sempre no período noturno, abertos a toda a população, com entrada franca.

Os trabalhadores espíritas, sempre voluntariamente, sem nenhum tipo de remuneração, participam de uma ou mais casas, uma das premissas do movimento. O movimento é forte, dinâmico e consolidado na cidade, com muitas atividades, filantropia e assistência espiritual. Podemos citar a Banca do Livro Espírita, ao lado do Centro Cultural Dona Pimpa, o Clube do Livro Espírita e as bibliotecas abertas em todas as casas.

Todos os sábados são realizadas palestras públicas, com revezamento entre as casas. Nos meses de setembro, é realizada a Jornada Espírita, que neste ano terá sua 46ª edição, com palestras todos os sábados do mês.

A USE Intermunicipal de Assis está intimamente ligada com os trabalhos sociais do município. São vários tipos de atendimentos, em especial para gestantes, com doações de enxovais e realização de cursos de pré-natal. É uma busca constante de proporcionar benefícios para a comunidade em geral.

O canal da Use é o USE Intermunicipal de Assis - YouTube

A principal bandeira do espiritismo é "Fora da Caridade, não há salvação".

A todos os irmãos espíritas, nossos agradecimentos, por amarem a cidade de forma prática, e construírem uma bela história por aqui, há quase 82 anos. Um abraço ao Atílio e à Elizete, que nos receberam muito bem.

Receba nossas notícias em primeira mão!

Veja também
Ver todas as notícias
Colunistas Blog Podcast
Ver todos os artigos