Buscar no site

1/3 dos parlamentares da nova legislatura da Alesp assumem mandato pela primeira vez

Deputados e deputadas que representam diferentes causas e regiões do Estado de São Paulo tomam posse nesta quarta, 15

Assessoria de Comunicação

  • 14/03/23
  • 11:00
  • Atualizado há 56 semanas

Da Redação | A 20ª Legislatura da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo tem início nesta quarta-feira (15), com a posse dos 94 parlamentares que representarão a população até o início de 2027. Do total de deputadas e deputados estaduais do novo período, 32 nunca estiveram no cargo. Dessa forma, praticamente 1/3 deles assumirão o posto pela primeira vez.

Entre os novos nomes que passam a compor a Alesp, há aqueles que já ocuparam algum cargo político, como de vereador(a), e também os que entram nesse campo pela primeira vez, a partir de suas ideologias e defesas que fizeram parte da campanha.

Confira a seguir quem são os novos nomes do Parlamento Paulista e algumas principais características de cada um.

Ana Carolina Serra (Cidadania)

É advogada e professora universitária. Foi eleita após atuar desde 2017 como presidente do Fundo Social de Solidariedade e líder do Núcleo de Inovação de Santo André, cidade onde é a primeira-dama. Entre suas ações à frente do FSS, está a reabertura do Banco de Alimentos e a doação de 3 mil toneladas de cestas básicas.

Com 198.698 votos, a parlamentar recebeu grande parte de seus votos em Santo André e diz que deseja ampliar suas ações bem-sucedidas na cidade do ABC, como o fortalecimento de entidades de terceiro setor e parcerias entre poder público e iniciativa privada.

Andrea Werner (PSB)

A jornalista, escritora, mestre em Comunicação e ativista foi eleita após ganhar relevância na defesa de pautas de inclusão das pessoas com deficiência e com transtorno do espectro do autismo e pretende trazer essa luta para a Alesp após ser eleita com 88.022 votos.

A nova parlamentar é mãe de Theo, 14, diagnosticado com autismo aos 2 anos, e lançou um blog chamado "Lagarto Vira Pupa" para compartilhar as experiências da maternidade. Com o mesmo nome, ela lançou um livro e depois uma fundação formada por mães de crianças com deficiência para ajudar na inclusão de pessoas com deficiência e suas famílias.

Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados

Antonio Donato (PT)

Antonio Donato, eleito com 88.022 votos, ingressa na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo para o seu primeiro mandato como deputado estadual, após 18 anos como vereador da cidade de São Paulo. O paulistano do distrito do Campo Limpo foi eleito para a Câmara Municipal pela primeira vez em 2004 e reeleito para outros 4 mandatos.

No PT desde os anos 1980, Donato foi chefe de gabinete da Administração Regional do Campo Limpo durante o mandato de Luiza Erundina como prefeita e, durante a gestão Marta Suplicy (2001-2004), atuou como assessor especial da prefeita, secretário de subprefeituras e na implantação do Bilhete Único.

Enquanto vereador, o petista, de 62 anos, trabalhou para a melhoria do transporte público na cidade, no combate às enchentes na Zona Sul da capital e na construção de Centros Educacionais Unificados (CEUs).

Bruna Furlan (PSDB)

Formada em direito e com pós-graduação em gestão de cidades, Bruna Furlan atua desde 2011 como deputada federal por São Paulo, participando de 17 frentes parlamentares. Foi, por duas eleições, a mulher mais votada de São Paulo para a Câmara Federal.

A parlamentar foi presidente da comissão especial que promoveu a nova Lei da Migração no País. Ela é filha de Rubens Furlan, prefeito de Barueri, e pretende trabalhar para ampliação de investimentos na Região Metropolitana da capital paulista.

Bruno Zambelli (PL)

Bruno Zambelli Salgado, de 44 anos, foi eleito defendendo pautas conservadoras e bandeiras semelhantes à da sua irmã, a deputada federal eleita Carla Zambelli, uma das aliadas mais próximas do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Antes de ser eleito para a Alesp com 235.305 votos, o quarto deputado mais votado ocupou cargos no Ministério da Agricultura e concorreu para vereador na capital paulista.

Capitão Telhada (PP)

O capitão da Polícia Militar de São Paulo Rafael Henrique Caro Telhada foi eleito com 83.438 votos enquanto comandava a Companhia da Força Tática do 16º Batalhão da PM, que faz o policiamento ostensivo na região do Morumbi, na capital paulista.

É filho de Coronel Telhada, atualmente deputado federal por São Paulo, e se declara como cristão e conservador, devendo trazer essa visão para sua atuação parlamentar a partir de 2023.

Clarice Ganem (Podemos)

Com 59.342 votos, a deputada foi eleita após destaque como ativista da causa animal, ao lado do seu filho, Bruno Ganem, ex-deputado estadual e atualmente deputado federal por São Paulo.

Clarice também é ativista pelos direitos das pessoas com transtorno do espectro autista (TEA) e pretende trazer para a Alesp a discussão sobre o fortalecimento do debate sobre esses dois temas.

Dani Alonso (PL)

Deputada Dani Alonso, eleita com 80.337 votos, é natural da cidade de Marília e tem forte atuação na região do Centro-Oeste Paulista. A arquiteta e empresária de 34 anos tem foco nas áreas da economia e empreendedorismo, nas quais atua como presidente da ACOMAC Centro Oeste Paulista (Associação dos Lojistas de Materiais de Construção) e compõe a diretoria da Anamaco (Associação Nacional dos Lojistas de Materiais de Construção).

Alonso é presidente do Partido Liberal Mulher (Regional Centro-Oeste) e filha do atual prefeito de Marília, Daniel Alonso (PL), eleito em 2016 e reeleito em 2020.

Dr. Eduardo Nóbrega (Podemos)

Deputado Dr. Eduardo Nóbrega, eleito com 53.607 votos, ingressa na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo após uma década de atuação na cidade de Taboão da Serra. O advogado, de 46 anos, é natural de Bocaiuva/ MG, mas fez sua vida política na cidade da Região Metropolitana de São Paulo, onde foi eleito vereador por dois mandatos (2012 a 2020). No segundo pleito, foi o vereador mais votado da história da cidade, com 6.033 votos.

Ao fim de seu mandato, em 2020, lançou-se como candidato à prefeitura de Taboão da Serra, ficando em terceiro lugar, com quase 32 mil votos. Após a derrota, assumiu cargo de Secretário de Manutenção da cidade na gestão do atual prefeito Aprígio, entre 2021 e 2022. Eduardo é filho do atual secretário de Esporte e Lazer de Taboão da Serra, o ex-vereador Olívio Nóbrega, vereador com maior número de mandatos consecutivos na Câmara Municipal da cidade. Seu irmão, Anderson Nóbrega, também é político no município, ocupando cargo de vereador desde 2020.

Dr. Elton (PSC)

Deputado Dr. Elton foi eleito com 46.042 votos. O médico, de 48 anos, é natural de São José dos Campos, cidade na qual foi eleito vereador duas vezes consecutivas (2016 e 2020). Na Câmara Municipal da cidade, focou sua atuação na área da saúde, presidindo a Comissão de Saúde durante todo o seu primeiro mandato (2016-20).

Em setembro de 2022, perdeu o seu mandato de vereador em São José dos Campos após decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP). Elton Junior foi condenado por infidelidade partidária após trocar o MDB pelo PSC sem notificar o antigo partido.

Ediane Maria (PSOL)

Deputada Ediane Maria, eleita com 175.617 votos, é natural de Floresta, no sertão pernambucano, mas vive em São Paulo desde seus 18 anos, quando migrou para trabalhar como babá e empregada doméstica, função que exerceu durante quase toda a vida. Atualmente, aos 39 anos, é coordenadora do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) no Estado de São Paulo e do movimento negro Raiz da Liberdade.

Entrou para o MTST em 2017, quando foi morar na ocupação Povo Sem Medo em São Bernardo do Campo, a maior da América Latina. Tornou-se a primeira empregada doméstica a ocupar um cargo de deputada estadual no Estado de São Paulo e fez campanha com o deputado federal Guilherme Boulos, coordenador nacional do MTST. Seu foco é na luta pelos direitos para a população preta e LGBTQIA+, pelo direito à moradia e pela segurança alimentar.

Fabiana Bolsonaro (PL)

Fabiana de Lima Barroso, eleita com 65.497 votos, ingressa na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo após ser vice-prefeita de Barrinha, cidade no interior paulista da Região de Ribeirão Preto. "Fabiana Bolsonaro", como é conhecida e se apresenta nas redes sociais, adotou o nome por apoiar o ex-presidente da República, Jair Bolsonaro.

Ela tem 29 anos, é formada em direito e cursa duas outras faculdades: jornalismo e gestão pública.

Além de ser vice-prefeita, foi secretária de Desenvolvimento Social na cidade de Barrinha (2020-22). É evangélica, atiradora C.A.C. (Colecionador, Atirador Esportivo e Caçador) e é filha de Adilson Barroso, ex-deputado estadual de São Paulo (2002-06) e ex-presidente nacional do Patriota.

Felipe Franco (União Brasil)

Felipe Souza Murakami de Franco, nascido na Zona Norte de São Paulo, é formado em Educação Física e competiu profissionalmente como fisiculturista, sendo campeão na categoria Man?s Physique Pro no AC Brasil. Sua carreira na política começou em 2018, quando tornou-se assistente parlamentar especial do deputado Bruno Lima. Em janeiro de 2021, assumiu como diretor geral do Departamento de Parcerias da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de São Paulo, onde realizou seus principais trabalhos que o levaram a expandir sua base eleitoral por todo o estado.

Sua principal pauta é o esporte, como forma de inclusão social. Felipe diz acreditar que as atividades físicas melhoram a qualidade de vida das pessoas, tanto por estimular a autoestima, quanto por prevenção de doenças. Além disso, defende o esporte como a porta de entrada para moradores de comunidades periféricas e em situação de extrema pobreza reverterem sua situação.

Deputado eleito com 90.440 votos.

Gerson Pessoa (Podemos)

Gerson Dias Pessoa é nascido na cidade de Osasco, graduado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e pós-graduando em Gestão Pública. Foi coordenador regional do partido Podemos e secretário de Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento de Osasco, onde encontra-se grande parte de seu eleitorado.

Enquanto esteve no comando da Secretaria, Gerson realizou seus principais projetos, que o levaram a ser eleito deputado estadual. Seu trabalho foi reconhecido por um grande crescimento econômico na cidade de Osasco, com a chegada de grandes empresas e geração de mais de 100 mil vagas de empregos no período.

Deputado eleito com 143.704 votos.

Guilherme Cortez (Psol)

Guilherme da Costa Aguiar Cortez nasceu em São Paulo e trata-se de um dos mais jovens deputados da nova Legislação, com 24 anos de idade. É advogado, professor de cursinhos e participa ativamente de militâncias desde 2015, quando integrava o movimento estudantil, e fez parte das ocupações de escolas. Foi candidato a vereador em 2020 pela cidade de Franca, onde se formou, no entanto não foi eleito na ocasião.

Apenas dois anos depois de tentar como vereador, Guilherme conseguiu atingir projeção nacional, quando, em 20 de agosto de 2022, contestou e discutiu com Ricardo Salles, ex-ministro de Meio-Ambiente, durante um ato de campanha em Franca. A cena foi filmada e ganhou grande repercussão na internet e na imprensa, dessa forma, conquistando uma base eleitoral sólida na região.

Guto Zacarias (União)

Augusto Zacarias Correa Leite é natural da Zona Sul da cidade de São Paulo e tem apenas 23 anos. Filiado ao partido União Brasil, Guto é ligado ao MBL (Movimento Brasil Livre) e possui, atualmente, mais de 1.1 milhão de seguidores na rede social TikTok, onde cresceu rapidamente sua popularidade e conquistou um grande eleitorado, sobretudo entre jovens da capital.

Essa será a primeira vez que Augusto ocupará um cargo eletivo, mas já teve experiência na Assembleia Legislativa como assessor do ex-deputado Arthur do Val (Mamãe Falei), até a cassação de seu mandato em maio de 2022. Além disso, no dia 15 de fevereiro de 2023, foi indicado pelo governador Tarcísio de Freitas para assumir a vice-liderança do governo na Alesp.

Deputado eleito com 152.481 votos.

Helinho Zanatta (PSC)

Hélio Donizete Zanata é nascido em Piracicaba. Quando jovem, trabalhou ajudando seus pais, agricultores, algo que o tornaria posteriormente um homem do agronegócio, quando assumiu os negócios da família após a morte de seu pai. Sua vida pública começa em 1996 como candidato a vice-prefeito da cidade de Charqueada. Foi eleito, e foi também chefe de gabinete de 1997 até 2000. Logo após, foi eleito e reeleito como prefeito da cidade entre 2001-2008.

Após esse período, Helinho foi convidado a se candidatar para a prefeitura de São Pedro, onde exerceu o cargo por dois mandatos (2013-2020). Foi nessa experiência recente que o deputado conquistou um grande eleitorado na zona rural de São Paulo, sendo eleito por três vezes consecutivas o melhor prefeito em gestão fiscal do Brasil.

Deputado eleito com 77.550 votos.

Léo Siqueira (Novo)

Leonardo de Siqueira Lima nasceu em São Paulo e cresceu em Arthur Alvim, na Zona Leste da cidade. Ainda jovem, com 16 anos, entrou para a Escola de Cadetes do Ar e se tornou piloto da Força Aérea. Porém, aos 21 anos, mudou sua trajetória para cursar economia, área em que se formou na FGV. Trabalhou na Suno Research, BTG Factual e é fundador do portal "Terraço Econômico", site de economia política.

Além da criação de um veículo de grande relevância na internet, outro fato que manteve seu nome em alta nos últimos anos foi sua indicação entre os 250 líderes das Américas pelo governo estadunidense, o que consolidou uma base eleitoral na capital paulista. Tem como principal pauta política a melhoria da educação básica, combate a privilégios e maior eficácia na gestão de negócios.

Deputado eleito com 90.688 votos.

Lucas Bove (PL)

Lucas Diez Bove, do PL, é natural de São Paulo e foi eleito com 130.451 votos. Formado em Administração e Comércio Exterior pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, o empresário de 35 anos tem sua base eleitoral na Região Metropolitana do Estado e alçou sua candidatura - nesta, que é a primeira eleição que disputou - com o ativismo em redes sociais.

Lucas é companheiro da professora e influenciadora digital Cíntia Chagas. Durante a campanha, Bove afirmou compromisso com políticas pró-mercado e apoio ao agronegócio.

Oseias de Madureira (PSD)

Natural de São Bernardo do Campo, o pastor Oseias Santos da Silva chega em sua primeira legislatura com o voto de 137.205 eleitores - sendo, assim, um dos parlamentares mais bem votados de seu partido, o PSD. Foi a primeira eleição disputada pelo pastor.

O nome utilizado nas urnas, "Oseias de Madureira", faz referência ao Ministério de Madureira, convenção de igrejas evangélicas da qual a Assembleia de Deus do Brás São Bernardo do Campo em Lins faz parte. Oseias é o presidente-executivo da igreja bernardense.

Paula Da Bancada Feminista - (PSOL)

Eleita com 259.771 votos. Advogada criminalista, Paula Nunes foi co-vereadora da Câmara Municipal de São Paulo com a Bancada Feminista do PSOL. Sua base eleitoral se estende por todo o estado. Ativista do movimento Juventude Afronte e do movimento negro desde 2012. Participa da Marcha das Mulheres Negras de São Paulo e ajudou a construir diversos outros grupos de combate ao racismo na cidade, como a Coalização Negra por Direitos e o Comitê Contra o Genocídio da Juventude Negra.

Defensora dos direitos humanos, Paula tem a Segurança Pública como uma de suas principais pautas. Em seu início de caminhada política, integrou a gestão do Centro Acadêmico "22 de Agosto" da PUC-SP.

Paulo Mansur - (PL)

Paulo Jorge Mansur Neto foi eleito com 86.201 votos. É empresário da área da comunicação e apresentador do programa "A Voz da População", transmitido pela VTV, afiliada do SBT na região de Campinas e Baixada Santista. É graduado em Administração de Empresas, com pós-graduação em Planejamento Municipal.

Em 2016, foi candidato a vereador por Campinas pelo PSDB. Saiu para deputado estadual pelo PHS, em São Paulo, em 2018. Já em 2020, concorreu como vereador pelo PP em Santos. Em todas essas campanhas ficou como suplente. Conquistou uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, em 2022, pelo PL. Tem como suas principais bandeiras as pautas conservadoras e a redução de impostos.

Rafael Saraiva (União Brasil)

Nesta primeira eleição que disputou, o advogado Rafael Saraiva Gaia, do União Brasil, chega à Alesp com os votos de 98.070 eleitores. Nascido na capital paulista, sua principal bandeira é a defesa da causa animal.

Formado pelo Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) e sócio proprietário da Gaia Advogados, Rafael atua na proteção aos animais por meio de suas mídias sociais.

Deputado eleito com 45.094 votos.

Reis (PT)

Paulo Batista dos Reis foi eleito com 108.726 votos. É formado em Ciências Jurídicas pela Universidade São Francisco (USF). Iniciou sua vida profissional na CMTC, onde participou de atividades do movimento sindical. Foi condutor, metalúrgico, policial militar, professor da Rede Estadual de Ensino e policial civil.

Morador da região do Campo Limpo e ex-vereador da Capital, Reis atua junto aos movimentos populares, defensores dos direitos humanos, jovens e produtores da cultura popular. Também tem um trabalho de valorização do esporte.

Ricardo França (Podemos)

Ricardo Longatti França foi eleito com 64.175 votos. Nascido em Indaiatuba, ele iniciou seu primeiro mandato como vereador nas Eleições de 2016. Já em 2020, recebeu a maior votação para vereador da história da cidade, totalizando 7.321 votos. Formado em Relações Públicas, iniciou sua trajetória na política trabalhando com o deputado estadual Bruno Ganem.

Unidos, buscaram maneiras de aproximar a política municipal do cotidiano dos cidadãos, atendendo à população em praças, bairros e semáforos de Indaiatuba. Pretende atuar nas áreas da Saúde, Educação e Zeladoria, sempre vinculadas à causa animal e à primeira infância.

Rogério Santos (MDB)

Rogério Santos foi eleito com 76.602 votos. Casado, tem três filhos e um neto. É graduado em Teologia e mestre em Teologia Sistemática. Foi coordenador diocesano da Renovação Carismática Católica, de onde é membro há mais de 30 anos. Já exerceu a Presidência do Conselho Estadual da RCC em São Paulo e a coordenação do Grupo de Reflexão Teológica da RCC no Brasil.

Sua base eleitoral está em Osasco e região. Foi vereador de Osasco nos anos 2017-2020 e 2021-2024 (interrompido para concorrer a deputado estadual). Foi 1º secretário da Mesa Diretora da Câmara dos Vereadores de Osasco; relator da Comissão de Educação, Cultura e Esportes; membro da Comissão de Constituição e Justiça e presidente da Frente Parlamentar Em Defesa da Vida e da Família (presidente) e da Frente Parlamentar Nossa História. Suas bandeiras de atuação são a proteção à Família e iniciativas em prol da Educação, Saúde e ações sociais.

Rômulo Fernandes (PT)

O sociólogo Rômulo Fernandes, de 60 anos, é natural do município paulista de Santa Fé do Sul e chega à Alesp para representar Mauá e a região do ABC, sua base eleitoral. Fernandes conquistou 75.033 votos nesta terceira eleição da qual participou - em 2008 e 2012, disputou a vereança de Mauá. Foi eleito em 2008 e, em 2012, conquistou a suplência, tendo assumido o mandato posteriormente.

Além da experiência no legislativo, foi superintendente da Agência Reguladora de Serviços Públicos (Arsep) e secretário municipal de Planejamento Urbano, Verde e Meio Ambiente. Entre as propostas apresentadas por Rômulo, destaca-se o estímulo aos programas de economia solidária e a defesa de uma linha de metrô para o ABC.

Rui Alves (Republicanos)

Rui Alves de Souza Júnior, pastor de 55 anos, é natural de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. Nesta, que foi a primeira eleição que disputou, foi eleito pelo Republicanos com 91.717 votos.

Rui foi pastor missionário em diversos estados, como Amazonas, Paraíba e São Paulo, onde está há cinco anos. Em entrevista ao programa Estúdio Alesp, Rui afirmou compromisso com ações sociais e políticas públicas para a população vulnerável socialmente.

Solange Freitas (União Brasil)

A deputada estadual Solange Freitas (União Brasil) é jornalista, professora e advogada. Natural de Santos, onde passou a maior parte da sua vida, a nova parlamentar conquistou mais de 80 mil votos para exercer seu mandato. Ela foi a única mulher da Baixada Santista eleita para a Assembleia Legislativa.

Diagnosticada com câncer de mama em 2020, ela passou a se dedicar a ajudar outras mulheres. Ao longo do seu mandato, ela pretende atuar em defesa da inclusão social, nas áreas de educação, cultura, saúde, principalmente da mulher e dos autistas, e criança e adolescente com deficiência. Freitas também diz que pretende fiscalizar o Governo do Estado, dar voz à população e ajudar a resolver os problemas do Estado.

Thainara Faria (PT)

A deputada estadual Thainara Faria (PT) é formada em Direito e natural de Araraquara. Aos 21 anos, ela começou sua carreira política em sua cidade natal.

Ela também foi a vereadora do PT mais votada de sua cidade. Filiou-se ao partido, porque a história de sua vida está ligada aos programas sociais do grupo.

A nova parlamentar conquistou mais de 90 mil votos e, durante o exercício do seu mandato, Thainara pretende defender pautas como a antirracista e a favor da comunidade LGBTQIA+.

Tomé Abduch (Republicanos)

O novo deputado é engenheiro e proprietário da construtora Abduch, comentarista político e debatedor de política. Filiado ao Republicanos, tornou-se o porta-voz do "Movimento Nas Ruas", que foi fundado em 2011, com o objetivo de combater a corrupção e a impunidade.

Vitão do Cachorrão (Republicanos)

O novo deputado é natural de Sorocaba, filiado ao Republicanos e foi eleito com mais de 56 mil votos. O parlamentar chegou a exercer dois mandatos como vereador da Câmara Municipal de Sorocaba.

Tem como causa a defesa dos animais. É empresário no ramo de Cachorro-quente em Sorocaba, de onde vem o apelido.

Receba nossas notícias em primeira mão!