Buscar no site

Pastor é condenado a 20 anos de prisão por estupro de adolescente em Bauru

Crime ocorria durante sessões de aconselhamento espiritual

Redação AssisCity/ Informações: g1

  • 29/03/24
  • 09:00
  • Atualizado há 2 semanas

No dia 27 de março, um pastor foi condenado a 20 anos de prisão por estuprar uma adolescente de 14 anos durante sessões de aconselhamento espiritual em Bauru.

A decisão foi publicada no Diário Oficial da Justiça e ainda cabe recurso.

A juíza Daniele Mendes de Melo, da 2ª Vara Criminal de Bauru, condenou o pastor por diversos abusos sexuais contra a adolescente. O homem era pastor na igreja que os pais da vítima frequentavam.

De acordo com a condenação, a menina foi abusada durante três meses, o período em que duraram as reuniões. O pastor ameaçava a vítima para que ela não contasse nada aos pais.

A juíza declarou que a decisão foi fundamentada no relato da vítima, corroborado pelas declarações das testemunhas.

"Como é sabido, nos delitos sexuais, que quase sempre ocorrem na clandestinidade, a declaração da vítima é de extrema importância para ajudar a desvendar a autoria e merece total credibilidade, sobretudo quando coerente com as demais provas, como ocorreu no caso em questão. A vítima narrou com detalhes a conduta do acusado, não havendo contradições em suas declarações", concluiu.

A pena do pastor foi de 20 anos de reclusão, em regime inicial fechado. As identidades dos envolvidos não foram divulgadas.

Receba nossas notícias em primeira mão!