04 de Dezembro de 2022
20º/30º
Notícias - Saúde

Mais de 100 mulheres se reúnem para falar sobre prevenção contra o câncer em Cândido Mota

Iniciativa faz parte da campanha 'Outubro Rosa' da Coopermota

Além das discussões e reflexões sobre o tema, a empresa FMC doou três mil litros de leite às associações de voluntárias contra o câncer que participaram do evento

A prevenção contra o câncer de mama foi o tema do evento intitulado 'Papo de mulher' realizado pela Coopermota, no dia 11 de outubro, em parceria com o S.P.A Saúde. O Centro de Eventos da cooperativa, localizado em Cândido Mota, ficou repleto de mulheres que se dispuseram a participar da iniciativa. A atividade faz parte da campanha 'Outubro Rosa: beleza e carinho são fundamentais nessa travessia' e contou com a participação de Irinez Francisco da Silva Alves, enfermeira da Santa Casa de Assis, Renata Alves, coordenadora do Programa de Promoção da Saúde do plano S.P.A Saúde, além da jornalista do S.P.A Saúde, Ana Mirian Fonseca e da jornalista e correspondente internacional, Lu Braga, autora do livro 'O que o câncer fez comigo'.

Na ocasião, foram apresentados alguns cuidados básicos indicados para todas as mulheres como o autoexame e o incentivo à prevenção como um todo. Braga falou um pouco de sua experiência se posicionando 'nos dois lados' do tratamento contra o câncer, sendo inicialmente voluntária de ações de doação de sangue e outras ações ligadas ao tema e posteriormente como paciente, por duas vezes seguidas. Destacou a importância da humanização do trabalho médico junto aos pacientes que passam por tratamento de câncer e falou da necessidade de acolhimento das pessoas que passaram por procedimentos médicos. Ela enfatizou que a acolhida do Instituto Moça Bonita, em São Paulo, do qual também é voluntária, foi crucial para a sua recuperação.

divulgação - Mulheres reunidas em evento do Outubro Rosa - Foto: Divulgação/Coopermota
Mulheres reunidas em evento do Outubro Rosa - Foto: Divulgação/Coopermota


Ela salientou a sua meta de impactar vidas para que mais pessoas se envolvam nesta causa. "Hoje eu conheci mulheres que estão ligadas ao campo, mulheres ligadas ao agronegócio e conectadas com a vida. Foi um evento muito humanizado. Ouvi relatos emocionantes. Conheci mulheres fortes. Mulheres repletas de inspirações. Eu acredito que precisamos sair da bolha. Compreender que o Brasil é gigante. Estar com públicos diferentes ampliam as nossas chances de impactar vidas. Deixo a região do Vale do Paranapanema muito feliz. Obrigada por terem me proporcionado um tempo de aprendizado e amor. Obrigada às mulheres de Cândido Mota, Palmital, Assis, Tarumã e Maracaí! Vocês são sensacionais! Obrigada também à Coopermota e o S.P.A Saúde pelo convite. Parabéns pelo compromisso com a vida que vocês estão tendo", concluiu.

A partir do relato da jornalista, várias mulheres que participavam do evento também contaram suas histórias de superação frente ao câncer. Ao final das reflexões, todas deixaram mensagens positivas em cartões que acompanharam lenços que foram doados às associações de voluntárias de Cândido Mota, Assis e Palmital. Os materiais serão entregues à pacientes que estejam em tratamento contra o câncer.

Três mil litros de leite

O momento de reflexão e sensibilização das mulheres para a importância da prevenção e do autocuidado antecedeu a doação de um total de três mil litros de leite que foram entregues, na forma de vales, às Associações Voluntárias contra o Câncer de Cândido Mota, Assis e Palmital, as quais estava representadas por suas diretorias no evento. A doação foi viabilizada pela empresa FMC, parceira do evento.

O presente foi recebido com muita alegria pelas representantes, tendo em vista o alto consumo de leite como apoio àqueles que passam pelo tratamento. Segundo relato da presidente da Associação de Palmital, são gastos cerca de 200 litros por mês. "Esta doação fará a diferença na vida de muitas mulheres", disse.
Divulgação
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM