Buscar no site

Ovário Policístico e Fertilidade: ginecologista de Assis fala sobre implicações e estratégias para engravidar

A Dra. Camila Andrade, ginecologista de Assis, esclarece os efeitos do ovário policístico na fertilidade feminina e compartilha orientações para lidar com essa condição

Redação AssisCity

  • 28/09/23
  • 09:00
  • Atualizado há 34 semanas

No cenário da saúde feminina, o ovário policístico desponta como uma preocupação crescente entre mulheres que desejam engravidar. Conversamos com a ginecologista Camila Andrade, da cidade de Assis, para entender a influência dessa condição na fertilidade e descobrir os melhores caminhos para lidar com ela.

O ovário policístico, também conhecido como síndrome do ovário policístico (SOP), é uma condição hormonal que afeta o funcionamento normal dos ovários. Segundo a Dra. Andrade, essa síndrome ocorre quando os ovários produzem hormônios em excesso, resultando no crescimento de cistos nos órgãos.

"Ovários policísticos podem interferir na fertilidade feminina de várias maneiras", explica a Dra. Andrade. "Os cistos ovarianos podem dificultar ou impedir a liberação de óvulos durante a ovulação, levando à irregularidade menstrual e à redução das chances de engravidar."

Além disso, o desequilíbrio hormonal associado ao ovário policístico pode afetar a qualidade dos óvulos liberados, dificultando ainda mais a concepção. A resistência à insulina, característica comum na SOP, também pode contribuir para a dificuldade em engravidar, uma vez que interfere no metabolismo e nos níveis de hormônios reprodutivos.

Divulgação - Camila Cristina Andrade de Sousa - Foto: Redes Sociais
Camila Cristina Andrade de Sousa - Foto: Redes Sociais

No entanto, a Dra. Andrade tranquiliza as mulheres que enfrentam essa condição, afirmando que é possível buscar tratamentos e estratégias para aumentar as chances de gravidez. "O diagnóstico precoce e um acompanhamento médico adequado são fundamentais", ressalta a especialista.

A ginecologista destaca que o tratamento visa principalmente controlar os sintomas e restaurar o equilíbrio hormonal. "A terapia hormonal, a adoção de um estilo de vida saudável, incluindo alimentação balanceada e atividade física regular, além do controle do peso corporal, são medidas que podem ajudar a melhorar a fertilidade das mulheres com ovário policístico", afirma.

Camila Andrade enfatiza a importância de uma abordagem individualizada para cada paciente, considerando suas necessidades específicas. Ela incentiva as mulheres a buscarem o apoio de profissionais qualificados, que possam fornecer orientações personalizadas e um plano de tratamento adequado.

Serviço

Clínica Médica Andrade e Medalha

Rua José Bolfarini, 396

WhatsApp: (18) 99609-8069

Receba nossas notícias em primeira mão!

Colunistas Blog Podcast
Ver todos os artigos