16 de Agosto de 2018
17º/30º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

Bancários rejeitam proposta da Fenaban e fazem protesto nesta sexta em Assis

A categoria se reuniu na sede do Sindicato para assembleia

Em assembleia realizada na noite de quarta-feira, 8 de agosto, os bancários de Assis rejeitaram a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), e aprovaram o calendário de manifestações do Comando Nacional dos Bancários. A categoria se reuniu na sede do Sindicato para avaliar a oferta dos bancos que apenas cobre a inflação nos salários, sem aumento real, feita na sexta reunião da mesa única de negociação, realizada na terça-feira (7), em São Paulo.

Os banqueiros também não garantiram que os bancários não serão substituídos por trabalhadores contratados de forma precarizada, a exemplo da terceirização. Além disso, querem alterar cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria, segundo eles, para garantir segurança jurídica, mas sequer apresentaram a redação das modificações. A próxima rodada de negociação ficou agendada para o dia 17 de agosto.

Nesta sexta-feira, dia 10, os bancários do Brasil vão protestar com o Dia do Basta. A abertura das agências e dos departamentos bancários será retardada em protesto contra os ataques aos direitos dos trabalhadores e contra o desemprego e a retirada de direitos.

"O recado está dado: bancários querem aumento real e não aceitam perder direitos. A categoria está unida aos demais trabalhadores na luta contra o desemprego que atinge mais de 13 milhões de brasileiros e também contra a retirada de direitos que vem sendo feita pelos golpistas com a aprovação da nova lei trabalhista que libera a terceirização, com o congelamento dos investimentos em saúde e educação e também para defender os bancos
públicos contra a privatizações”, disse o presidente Helio Paiva Matos.


Assembleia realizada na noite de quarta-feira, 8, no Sindicado dos Bancários de Assis


Ello Assessoria de Imprensa
+ VEJA TAMBÉM