29 de Março de 2020
17º/30º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

Bancos demitem quase 10 mil bancários e lucram bilhões em 2019

COLUNISTA - Sindicato dos Bancários de Assis e região

O setor bancário brasileiro eliminou quase 10 mil postos de trabalho em 2019. Somente em dezembro foram extintas 680 vagas. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), compilados pelo Ministério da Economia.

Até setembro de 2019 (o lucro do quarto trimestre ainda não foi divulgado), os cinco maiores bancos do país (Itaú, Bradesco, Santander, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal) lucraram R$ 80 bilhões, um aumento de 23,6% em relação ao mesmo período de 2018. Essas cinco instituições financeiras representam 90% do total de empregos no setor bancário.

"Embora a mídia e as agências de classificação de risco não admitam, porque priorizam o lado do mercado e não a realidade dos trabalhadores, tem filhos e pagam contas, a economia continua ruim. A renda está diminuindo e a informalidade aumentando. Por sua vez, os bancos estão lucrando cada vez mais e investindo cada vez menos na geração de emprego”, critica o secretário geral do Sindicato dos Bancários de Assis e região, Fábio Escobar.

Para ele, os bancos deveriam cumprir com sua função constitucional de concessão pública e atuar no interesse da sociedade por meio da abertura de mais postos de trabalho a fim de diminuir o desemprego que atinge mais de 12 milhões de pessoas, e também para atender melhor a população e diminuir a sobrecarga de trabalho que gera tantos adoecimentos na categoria bancária.

divulgação - Secretário geral do Sindicato, Fábio Escobar
Secretário geral do Sindicato, Fábio Escobar


Ello Comunica
+ VEJA TAMBÉM