03 de Dezembro de 2020
20º/30º
ENTRETENIMENTO » BLOG

Gatos 'anões' sofrem com dores articulares e têm expectativa de vida curta, diz veterinária

Segundo uma especialista em felinos de Itu (SP), gatos com patas curtas têm uma deficiência na formação das cartilagens e dos ossos longos

Fofos, peludos e com as patas curtinhas: estas são as características dos chamados gatos "anões". Mas o que faz com que estes animais sejam menores do que os outros? O G1 conversou com uma especialista em felinos de Itu (SP) para tirar algumas dúvidas sobre o assunto.

Segundo a veterinária Vanessa Zimbres, existem várias condições que deixam os gatos pequenos. No caso do nanismo, os animais são portadores de uma deficiência que faz com que sofram bastante com dores articulares.

"O que a gente observa é que esses animais têm essa deficiência na formação das cartilagens e dos ossos longos. Com isso, esses gatinhos têm dores, pois não têm o desenvolvimento completo da cartilagem", explica.

A especialista cita a raça Munchkin como uma das mais características em relação às patas curtas. Estes animais são portadores de uma deficiência genética, que causa a má formação.

Além do Munchkin, os gatos Scottish Fold também possuem patas menores. A veterinária explica que eles possuem um gene dominante mutante, que acaba afetando as cartilagens do corpo. Essa raça também é conhecida por ter as orelhas dobradas.

Maria Cristina Martins é dona da Capuccino, uma gatinha sem raça definida mas que nasceu com nanismo. Ela contou ao G1 que a gata leva uma vida relativamente normal, porém, com algumas limitações.

"Ela é mais quietinha, na dela, não consegue pular muro por ter as pernas mais curtas. Para subir numa cama mais alta, por exemplo, ela até pensa um pouco se vai ou não vai pular. Ela não faz 'estripulias' igual outros gatos, que sobem nos lugares e tudo mais", explicou.

A Capuccino faz acompanhamento veterinário para garantir uma qualidade de vida, devido à deficiência. Entretanto, segundo Maria, a gata vive bem e, até o momento, não teve problemas com dores.

Segundo a veterinária, gatos que nascem com essa deficiência acabam tendo uma expectativa de vida mais curta e não podem ser cruzados entre si.

"Se o animal tem mau desenvolvimento de articulação e ossos, vai chegar uma hora que ele vai ter problemas com dores. Então, a expectativa de vida deles é curta. Precisa fazer desde pequeno a introdução de anti-inflamatório", diz.

"Infelizmente, esses gatinhos não podem ser cruzados, pois os filhotes não sobrevivem devido à má formação. Ou seja, eles nunca terão um pedigree puro. Será sempre a mistura de um da raça com outro gatinho de uma raça diferente ou até mesmo sem raça."
G1
Meu amigo Pet
Esse blog é destinado para os amigos dos animais. Há muitos deles em abrigo ou lar temporário precisando de alguém como você. O espaço também é destinado para quem perdeu seu animal e está à procura, mande a foto que ajudamos você a encontrá-lo. Mande um e-mail pra gente: [email protected]
+ VEJA TAMBÉM