26 de Maio de 2022
20º/30º
Entretenimento - Colunistas

A importância e as contribuições do ESG na construção civil

COLUNISTA - Elisa Barbosa

Se você é profissional da área de construção civil, já deve ter ouvido falar em conceitos como o de green building ou edifício saudável. Para quem, assim como eu, não é da área, tais conceitos podem parecer, mas não são um bicho de sete cabeças: tratam da redução dos impactos das obras em relação aos recursos naturais e dentro das comunidades aonde se inserem.

Ou seja: trata-se de uma necessidade urgente. De acordo com pesquisas, o setor de construção é responsável pelo consumo de 75% dos recursos naturais do mundo, o que requer revisão e cuidado. Quando o ESG entra em cena, é necessário que se respeitem as políticas ambientais de consumo consciente de água, energia, com garantia de conforto, saúde e mobilidade dos compradores, além de respeito à realidade social, econômica e cultural da região da construção.

Além disso, o ESG proporciona vantagem econômica, tendo em vista o consumo consciente de recursos e a facilidade para se atrair investidores, pois suas métricas são valorizadas pelas instituições financeiras e stakeholders, pois adota políticas sustentáveis e é transparente em suas normas e políticas.

Implementar ESG na construção civil não é fácil, mas há diversas empresas que trabalham para direcionar projetos nesse sentido e contribuir com as metas ESG.
Divulgação
Elisa Barbosa
Elisa é advogada atuante na área de migração pelo Instituto ProBono e ProMigra/USP, mestre pela UNESP e consultora em ESG - OAB/SP 365.622
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM