02 de Dezembro de 2021
20º/30º
Entretenimento - Colunistas

Um souvenir...

* Gustavo Pelizari

Um souvenir...

e o que disseram da vida nos corredores das cidades perdidas nos cantos do mundo?...

O que é a vida? Podemos nos perguntar sorrateiros sentados em pernas cruzadas numa noite quieta de domingo enquanto Sarah Vaughan nos oferece sua charmosa-doce-arcodeônica voz...

Pelos sendeiros, procuramos respostas, caçamos em nossas nebulosas mentes rastros de uma ilusão...

O arrepio no corpo sentido no vagar ritmado de um trem despedido há pouco de dois amores na estação de Paris...

Um apito nunca esquecido, cravado por um cravo dado de última hora num passo confuso entre a plataforma e o embarque de partida...

Um olhar verde na paisagem secamente agressiva de um morto parque situado à beira de um canal em composição de ligeiros patos, arqueados cisnes volumosos e bailantes gaivotas soltas entre folhagens ferruginosas em despedida...

"The wind is filled with songs
So many songs which one is mine
One must be right for me" (So many stars - Sérgio Mendes)

Uma foto amassada por inteiro foi desdobrada… ao centro, dois jovens sentados em cadeiras feitas em arabescos art nouveau num escondido café numa silenciosa ruazinha qualquer, numa tarde de sábado qualquer, de um céu cinzento encardido ao que parece - indícios de um inverno anunciado - numa data perdida num tempo passado nostálgico nas mãos do desamassador: 20 de janeiro de 1950...

O tamborilante espaçoso e sonoro canto da chuva descida no telhado configura a solidão num coração aflito pela despedida na tarde deste domingo...

Entre tumbas e covas abertas o pensador pensou na pessoa em pose impávida em elegantes cortes finos modernos em sua veste...

- O que procura?
- Procuro a saída!
- Mas você já esteve dentro?
- Estive fora de mim...

Por Gustavo Pilizari
Jornalista - Mestre em Comunicação
msn: [email protected]
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM