13 de Dezembro de 2018
17º/30º
NOTÍCIAS » SAÚDE

Três médicos cubanos deixam de atender em Assis

Eles atendiam em três unidades de ESF e finalizaram o atendimento nesta terça-feira, 20

Três médicos cubanos deixaram de atender na rede municipal de saúde de Assis a partir desta terça-feira, 20. O fato se deu em decorrência de uma decisão do governo de Cuba de não participar mais do Programa Mais Médicos, rompendo o Termo de Cooperação com o Brasil.

Trata-se da doutora Maryuri Hortensia Peron Rodrigues, da ESF Vitória; doutora Nancy Catalina R. Hernandez, da ESF Santa Clara e doutor Leodani G. Zaias Bazan, da ESF Colinas.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Luciana Gomes de Souza, as unidades estão se organizando para que o atendimento à população não seja prejudicado.

"Na segunda-feira, 19, eu me reuni com eles e acreditávamos que eles ficariam em Assis até meados de dezembro, mas já nesta terça-feira tudo mudou e eles encerraram o atendimento. É importante que a população seja informada de que manteremos o atendimento, porém, agora com revezamento em escala, com os médicos que temos, até que novos médicos sejam designados. A cobertura continua em todas as unidades, só não o dia todo, como estava sendo com os cubanos, mas em escala de períodos, para que toda a população seja atendida sem prejuízo. É importante que o morador mantenha se conectado a sua unidade de saúde, pois as equipes de enfermeiros e agentes darão suporte à demanda”, explica.

Com essa decisão do governo cubano, 8.468 médicos deixarão de atender no Brasil, sendo que o Estado de São Paulo perderá 1.420 médicos cubanos.


ESF Vitória tinha médica cubana e agora será reorganizada até a chegada de novos médicos


Redação AssisCity
+ VEJA TAMBÉM