21 de Agosto de 2019
17º/30º
NOTÍCIAS » EDUCAÇÃO

Alunos de Química da FEMA visitam aterro sanitário

A visita ao aterro sanitário de Quatá ocorreu no dia 30 de março

Alunos do 3º ano de Química Industrial, da Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA), acompanhados pela professora Patrícia Cavani, visitaram um aterro sanitário implantado na cidade de Quatá – SP, no dia 30 de março de 2019.

O local é administrado pela Revita Engenharia, que é uma das empresas de maior expertise no ramo de engenharia ambiental, especializada em prestação de serviços de altíssima qualidade em limpeza urbana, coleta de resíduos e indústria de tratamento e valorização de resíduos.

Orientados pelo funcionário Everton Ferreira Batista, os alunos puderam, através de uma maquete, visualizar toda área e forma de construção do aterro sanitário. Posteriormente, visitaram o local de entrada e pesagem dos caminhões, as células que compõem a área de aterramento, as canalizações de gás metano e chorume, além da lagoa de armazenamento de
chorume. Tudo isso proporcionou aos alunos um ótimo entendimento da engenharia necessária à construção do local e da administração de resíduos sólidos urbanos.

De acordo com a professora Patrícia, os alunos precisam estar preparados para lidar com situações sobre tratamento e valorização de resíduos, já que isso faz parte da formação do Químico Industrial. "Visitas técnicas, cursos extra curriculares e palestras com especialistas, fazem parte da rotina do nosso curso, na FEMA”, falou Patrícia.

De acordo com a professora Patrícia, os alunos precisam estar preparados para lidar com situações sobre tratamento e valorização de resíduos, já que isso faz parte da formação do Químico Industrial. "Visitas técnicas, cursos extra curriculares e palestras com especialistas, fazem parte da rotina do nosso curso, na FEMA”, falou Patrícia.

Sobre o aterro sanitário

Um aterro sanitário bem administrado pode gerar grandes benefícios sociais e econômicos. Mas, para que esses depósitos sejam encarados dessa forma, é preciso investimento em administração dos serviços de limpeza pública e destinação adequada dos rejeitos.

A melhor forma de cuidar do lixo urbano são os aterros, empresas públicas ou privadas (por meio de concessão) podem assumir esse trabalho. Contudo, em grande parte do Brasil, ainda predominam os lixões. Para estimular mudanças nessa tendência negativa em nosso país, é preciso que as vantagens em implantar aterros, bem como de gerenciá-los corretamente,
sejam divulgadas e ressaltadas.

O chorume é um líquido de composição complexa, formado no processo de deterioração do lixo, frequentemente contaminado com microrganismos patogênicos e substâncias tóxicas, como metais pesados. Atualmente não existem tecnologias viáveis que descontaminem completamente o chorume.

Neste aspecto, o papel dos Químicos é importantíssimo no desenvolvimento de tecnologias que possam tratar o mesmo.


Estudantes do terceiro ano fizeram uma visita técnica a um aterro sanitário em Quatá e tiveram uma aula prática de todo o processo de destinação correta do lixo


Assessoria de Comunicação FEMA
+ VEJA TAMBÉM