23 de Agosto de 2019
17º/30º
NOTÍCIAS » SAÚDE

Cachaça pode ser benéfica para a saúde; descubra outros benefícios do álcool

Os ingredientes da cerveja, incluindo o lúpulo, o fermento, a água e os cereais, fornecem antioxidantes, vitaminas e minerais ao corpo

Muito já se discutiu sobre os benefícios do vinho para o coração, mas você sabia que pequenas doses de cachaça ou a cerveja no fim de semana também podem ser benéficas para a saúde? O consumo responsável de cachaça - assim como o vinho - também pode ajudar na saúde cardíaca, diminuindo o risco de doenças, segundo especialistas.

Os apreciadores da caipirinha podem respirar tranquilos e usar seus kits de caipirinha sem peso na consciência: a bebida não é a vilã quando se fala da saúde do coração. Embora muitos não acreditem, se consumida na quantidade certa (estima-se que o ideal seria até uma dose diária para mulheres e duas para homens) e do modo correto, a cachaça pode ser benéfica. Ela contém antioxidantes que podem proteger o seu coração e ainda ajudam no combate ao mau colesterol. Já o limão da caipirinha contêm antioxidantes que, segundo pesquisas recentes, impedem a divisão celular em vários tipos de câncer.

Os fãs de uma cerveja gelada também podem se render a esse prazer quando o corpo pedir (sempre respeitando os limites indicados) e, em troca, receber mais nutrientes do que pensava.

Os ingredientes da cerveja, incluindo o lúpulo, o fermento, a água e os cereais, fornecem antioxidantes, vitaminas e minerais ao corpo. Além disso, há pesquisas que relacionam o consumo moderado da bebida com benefícios para a saúde cardíaca e óssea, risco reduzido de diabetes e melhora do bem-estar psicológico e cognitivo.

Já o vinho tinto pode ser benéfico de diferentes maneiras e suas propriedades são amplamente conhecidas. Alguns estudos sobre a bebida estão baseados na presença do resveratrol, uma substância que supostamente oferece uma série de benefícios ao corpo humano. O resveratrol é um composto que algumas plantas produzem para combater bactérias e fungos, e para se protegerem contra os raios ultravioleta (UV). O resveratrol presente no vinho vem das peles das uvas vermelhas (mirtilos, cranberries e amendoim são outras fontes de resveratrol, que também está disponível na forma de suplemento alimentar). Evidências sugerem que, em algumas formas, o resveratrol pode melhorar a saúde cardiovascular, proteger contra o câncer e ajudar no tratamento de acne.

O whisky tem tantos antioxidantes como o vinho mas contém mais ácido elágico (o mesmo antioxidante encontrado no vinho), o que ajuda a absorver as células nocivas do corpo. No entanto, esse mesmo ácido pode ser encontrado em frutas. Um estudo de 2003 publicado pelo
Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos descobriu que os adultos que consumiram de uma a seis doses de whisky por semana tinham metade da probabilidade de sofrer de demência que pessoas que não bebem ou que bebem em excesso. Outro estudo alemão de 2011 chegou a uma conclusão semelhante.

O champanhe pode ser tão ou mais saudável do que o vinho tinto. Um estudo recente descobriu que a bebida contém altos níveis de polifenóis - antioxidantes encontrados em uvas vermelhas e em menor quantidade nas verdes - que podem reduzir a pressão arterial e prevenir problemas cardíacos. Uma ou duas taças por dia podem ter um efeito benéfico nas paredes dos vasos sanguíneos e reduzir derrames e doenças cardíacas.

Unsplash.com - Cachaça pode ser benéfica para a saúde; descubra outros benefícios do álcool
Cachaça pode ser benéfica para a saúde; descubra outros benefícios do álcool


Divulgação
+ VEJA TAMBÉM