07 de Dezembro de 2022
20º/30º
Entretenimento - Blog

Água de arroz para o cabelo crescer mais rápido? Casca de banana para acabar com a caspa?

O médico e tricologista Dr. Luciano Barsanti, presidente da Sociedade Brasileira de Tricologia, alerta: é preciso ter cuidado com tratamentos populares para os problemas do couro cabeludo, que podem agravar os sintomas

A influencer Kim Kardashian afirmou, recentemente, que utiliza água da lavagem do arroz para que seus cabelos cresçam mais rápido. Para o médico e tricologista Luciano Barsanti, presidente da Sociedade Brasileira de Tricologia (SBTri) e Diretor Médico do Instituto do Cabelo, a atitude é, no mínimo, uma perda de tempo. "O que determina a velocidade do crescimento dos fios é a genética de cada um. Em média, os cabelos lisos crescem 1cm ao mês e os cacheados 0,5 cm. Uma alimentação rica em carnes, peixes, ovos, vegetais e sucos naturais ajuda bastante. Quando existe algo errado com o organismo, como uma anemia, o cabelo cresce mais lentamente. Mas usar água de arroz não mudará a velocidade de crescimento e, ao contrário, ainda pode causar alguma alergia", alerta.

O modismo de passar elementos estranhos no couro cabeludo vai além. "Outro dia, me perguntaram se casca de banana acaba com a caspa. Ora, a caspa, também chamada de dermatite seborreica, é um processo inflamatório, de ordem genética, agravado pelo frio, pelo estresse e pelo consumo de alimentos altamente calóricos, gordurosos e ricos em açúcar. Passar casca de banana não tem qualquer indicação clínica", diz o médico e tricologista.

Ele explica que o tratamento da dermatite seborreica deve ser feito em consultório, com protocolo que envolve técnicas de manejo capilar, bem como técnicas de relaxamento e combate ao estresse e adequação da dieta do paciente. "No Instituto do Cabelo, nosso protocolo envolve até mesmo a Meditação para complemento do tratamento", diz Barsanti.

Outros elementos que o médico e tricologista desaconselha ser usados nos cabelos:

Bicarbonato de sódio - Por ser um produto químico extremamente básico (ao contrário dos fios, que são de natureza ácida), o produto deixa as cutículas dos fios abertas, sensíveis a elementos externos. Não deve ser usado nos fios.

Babosa - A aloe vera, também conhecida como babosa, quando processada pela indústria farmacêutica, é um componente importante para a composição de shampoos e outros produtos para os cabelos. Porém, se usada in natura, pode causar danos ao couro cabeludo, como alergias e até queimaduras. É preciso ter cuidado com a planta.
Uapê Comunicação
Bem-Estar
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM