04 de Dezembro de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » EDUCAÇÃO

Escola José Augusto Ribeiro vence duas categorias de Feira De Ciências Estadual

Projetos foram premiados nas categorias Desafios Matemáticos e Ciências Humanas

Os projetos "Dança das Carteiras: Estudo das possibilidades de disposição das carteiras dos estudantes da Escola José Augusto Ribeiro para garantir o distanciamento recomendado pela Secretaria da Educação” e "Aplicativo STARTVIEW: uso de tecnologias (tic) como suporte na busca por soluções dos problemas de descarte irregular de resíduos sólidos em vias urbanas, no Bairro Santa Clara - em Assis/SP” desenvolvidos pelos Alunos da Escola Estadual José Augusto Ribeiro de Assis, foram destaques na 7ª Feira de Ciências das Escolas Estaduais de São Paulo.

O projeto "Dança das Carteiras: Estudo das possibilidades de disposição das carteiras dos estudantes da Escola José Augusto Ribeiro para garantir o distanciamento recomendado pela Secretaria da Educação” conquistou o primeiro lugar na categoria Desafios Matemáticos – Júnior; já o projeto "Aplicativo STARTVIEW: uso de tecnologias (tic) como suporte na busca por soluções dos problemas de descarte irregular de resíduos sólidos em vias urbanas, no Bairro Santa Clara- Assis/SP” foi o primeiro colocado na categoria Ciências Humanas – Master.

A Feira de Ciências das Escolas Estaduais de São Paulo (FeCEESP) é uma ação pedagógica, desenvolvida pela Secretaria de Estado da Educação de São Paulo com objetivo de estimular e promover a formação de estudantes da Rede Estadual de Ensino, no âmbito das Ciências da Natureza e Humanas bem como os Desafios Matemáticos, inserindo-os no contexto da Pré-Iniciação Científica.

O projeto Dança das carteiras teve como principal objetivo calcular a quantidade de estudantes que retornariam na primeira etapa do plano de retomada das aulas presenciais e organizar as carteiras da sala de aula de forma que o distanciamento recomendado fosse garantido. Nele, os estudantes Kauã Gabriel da Silva Firmino, Lucas de Freitas Fernandes e Matheus de Freitas Fernandes orientados e supervisionados pela professora Fernanda Santos de Oliveira fizeram pesquisas e atividades para chegar ao resultado esperado.

divulgação - Alunos que desenvolveram projeto dança das cadeiras com equipe da escola
Alunos que desenvolveram projeto dança das cadeiras com equipe da escola


Já o projeto do uso de tecnologias surgiu a partir da observação das estudantes Nathaly Santos e Vitória de Oliveira Pereira a respeito do descarte irregular de resíduos sólidos no bairro Santa Clara. As estudantes pensaram em um meio de contato direto com a Prefeitura para que esse problema fosse resolvido. Orientadas e supervisionadas pela professora Daiane Vaz Vieira criaram um aplicativo de celular,o Startview, que proporciona, além das informações aos usuários, possibilidade de comunicação direta com departamentos da Prefeitura, contribuindo para que toda população possa usar e cuidar do bairro onde vive.

divulgação - Alunas do projeto uso de tecnologias com equipe escolar
Alunas do projeto uso de tecnologias com equipe escolar


A diretora da Escola Deise Malaguti ressalta que a unidade está trabalhando de forma remota e que o contato entre os estudantes e as professoras acontecia dessa forma para a segurança de todos. Os estudantes só foram à Escola quando realmente necessário e tomando todas as medidas protocolares.

A Escola já foi vencedora da 5ª FeCEESP no ano de 2017 na categoria Ciências da Natureza e é a única escola da Diretoria de Ensino de Assis que já foi campeã nas três áreas do conhecimento que a FeCEESP abrange.

"Esses bons resultados são frutos de um trabalho de equipe que visa o desenvolvimento integral de nossos estudantes mesmo em meio às dificuldades”, relata a diretora.
Redação AssisCity
+ VEJA TAMBÉM