11 de Abril de 2021
20º/30º
Notícias - Esporte

Copa América com menos times aumenta favoritismo de Brasil e Argentina

A Conmebol confirmou, no início de março, que a 47ª edição da Copa América não vai contar com convidados de fora do continente. Após o Catar e a Austrália desistirem da disputa, os organizadores afirmaram que não vão buscar por outras seleções. Com isso, a competição será disputada com apenas 10 equipes e com um favoritismo ainda maior da Argentina, que vai jogar em casa, e do Brasil, que é o atual campeão.

Nas cotações para o torneio, com os dados disponíveis em https://www.betfair.com/br, as apostas esportivas mostram que as duas principais seleções sul-americanas devem chegar longe na Copa América. No dia 10 de março, a Argentina aparecia com 36,4% de probabilidade para ficar com o título da competição. O Brasil surgia logo atrás, com 30,3%, para desbancar o maior rival e defender o título conquistado em 2019.



O otimismo das apostas com as duas seleções é algo que faz sentido, principalmente com a competição focada na América do Sul. Nos últimos anos, a Argentina e o Brasil dominaram o cenário por aqui e mostraram que são as grandes forças do futebol sul-americano. Além disso, a Argentina vai jogar boa parte da Copa América em casa, pois é sede da competição com a Colômbia, como mostra reportagem em https://www.gazetaesportiva.com/campeonatos/. Um motivo importante e que coloca a equipe de Lionel Messi como principal favorita.

Enquanto isso, o Brasil tem como peso o título conquistado em 2019, como é possível relembrar em https://www.cbf.com.br/selecao-brasileira/. A equipe de Tite mostrou bom futebol na competição, eliminou a Argentina na semifinal, e venceu com certa tranquilidade o surpreendente Peru. Ou seja, existe uma grande hipótese da equipe voltar a fazer bonito em campo e repetir a excelente campanha que teve quando jogou em casa.

Eliminatórias como sinal
O início das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, que teve quatro rodadas disputadas, também aponta para uma superioridade de Brasil e Argentina. Enquanto os brasileiros lideram a competição com 100% de aproveitamento, como mostra a tabela em https://globoesporte.globo.com/futebol/, o time comandado por Lionel Scaloni ocupa a segunda posição, com apenas dois pontos a menos. Se esse domínio se repetir na Copa América, as projeções de apostas vão acertar precisamente.



Além disso, também vale citar a Colômbia, que aparece como a terceira seleção com mais chance de título no torneio. A equipe vai jogar em casa, inclusive na fase final, e pode surpreender os principais favoritos. Entretanto, o time de Reinaldo Rueda vai precisar mostrar melhor futebol do que foi visto nas primeiras rodadas das Eliminatórias. O aproveitamento de 33,3% é muito baixo para um time tão bem cotado.

O ano de 2021 promete ser recheado de jogos, principalmente da Seleção Brasileira. A Copa América vai acontecer entre os dias 11 de junho e 10 julho, com a final sendo jogada no Estádio Metropolitano. As projeções indicam que esse pode ser o palco de mais um confronto entre Argentina e Brasil, porém as outras oito seleções irão fazer de tudo para impedir esse clássico na final.
Divulgação
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM