15 de Agosto de 2022
20º/30º
Notícias - Local

Dois padres de Assis são investigados por abuso sexual

Denúncia foi feita depois de 20 anos por um ex-seminarista

Um ex-seminarista, residente em Assis, depois de mais de 20 anos em tratamento psiquiátrico e psicológico decidiu denunciar ao Tribunal Interdiocesano de Botucatu, que aos 16 anos, durante sua permanência em seminário, segundo ele mesmo, teria sofrido abusos sexuais de dois padres da Diocese de Assis. A identidade dos envolvidos será preservada por se tratar de acusação que ainda está sob investigação da igreja e continuam atuando.

As acusações são dos anos de 2002 a 2004, e a denúncia foi feita em janeiro de 2021. "Após anos sofrendo calado, doente e passando por tratamento psiquiátrico e psicológico denunciei o abuso sexual ocorrido", diz o ex-seminarista.

Os documentos da denúncia, recebidos pelo Tribunal Interdiocesano por meio do vigário Judicial Padre Doutor Carlos Roberto Santana da Silva e pelo notário Padre Me. Reginaldo Marcolino, também foram encaminhados ao Portal AssisCity pelo ex-seminarista.

O ex-seminarista indicou na denúncia testemunhas, dentre elas um outro ex-seminarista, que também diz que teria sido abusado pelos mesmos padres. Posteriormente à denúncia, um dos padres entrou em contato com o denunciante por ligação telefônica, cujo áudio e transcrição constam nos documentos de investigação e também foram encaminhados ao Portal AssisCity "como uma tentativa de me calar, pedindo para eu retirar a denúncia, mas, em nenhum momento ele tentou se defender e nem contestou as minhas acusações".

Segundo informou o ex-seminarista, "o processo foi encaminhado para Roma, e esta o devolveu para o bispo pedindo que fosse feita investigação e apuração da denúncia. Nova fase do processo foi iniciada e eu ainda não tenho conhecimento da decisão".

O ex-seminarista não registrou boletim de ocorrência na época o que foi feito nessa quinta-feira, dia 26, na Delegacia de Defesa da Mulher. O Portal AssisCity entrou em contato com a Diocese de Assis em vários momentos e também mandou e-mail ao Vaticano mas, até a publicação dessa matéria não teve retorno.

Divulgação - Tribunal Interdiocesano de Botucatu com sede em Assis, onde foi apresentada a denuncia
Tribunal Interdiocesano de Botucatu com sede em Assis, onde foi apresentada a denuncia


Assista:


Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM