09 de Agosto de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » LOCAL

Nove gatos são envenenados em Assis e moradoras fazem Boletim de Ocorrência

Os animais foram encontrados nos quintais e calçadas da vizinhança

Nesta quinta-feira, 2 de julho, duas moradoras do Parque Universitário denunciaram o envenenamento que vem acontecendo desde quarta-feira, 24 de junho, de nove gatos, em Assis.

A tutora Cássia conta que os gatos foram achados mortos nos quintais e calçadas do bairro.

"Os gatos aparecem mortos no telhado de uma vizinha ou no quintal de outro vizinho, na calçada da minha casa. Eu não sei como o ser humano tem coragem de fazer essa maldade", diz.

Cássia ainda conta que o filho de cinco anos chora pedindo a gatinha que morreu.

"A gata era de dentro de casa, dormia junto com ele. É muito triste ver meu filho chorando e pedindo a gatinha. Ela nunca saía para a rua, nesse dia esqueci um vão do portão aberto, ela saiu e apareceu morta no outro dia", explica.

Divulgação - Gato encontrado morto no Parque Universitário depois de ter sido envenenado
Gato encontrado morto no Parque Universitário depois de ter sido envenenado


Outra moradora, que preferiu não se identificar, conta que o veneno foi colocado em alimentos.

"Os venenos estavam em pedaços de frango, além de mortos alguns foram ensacados e jogados nos telhados da casa; já foram nove gatos desde quarta-feira, 24. Registramos Boletim de Ocorrência online, mas infelizmente ainda não temos provas", lamenta a tutora.

Segundo a advogada Gabriela Moreira, maus tratos de animais são previstos como crime ambiental. "Está previsto no Art. 32 da lei de crimes ambientais n. 9.605/98 que praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, tem como pena a detenção de três meses a um ano, e multa”, esclarece.

Os moradores em conjunto lamentam a maldade praticada e temem pelos outros animais que ainda estão no bairro.

"Meu cachorro comeu o veneno, mas vimos a tempo e consegui reverter a situação. A vizinha também evitou que seu gatinho morresse, mas não sabemos se vamos conseguir olhar todos. Ainda restam três gatos na vizinhança, que cuidamos, tememos por eles", explica Cássia.

A advogada orienta que os moradores a entrarem em contato com a Polícia Ambiental de Assis para registrarem o crime ambiental.

Redação AssisCity/ Foto: Divulgação
+ VEJA TAMBÉM