25 de Janeiro de 2021
20º/30º
Notícias - Local

Prefeito de Assis anuncia pedido de reabertura de leitos UTI COVID no Hospital Regional e não descarta lockdown

Solicitação foi feita por todos os prefeitos de cidades cujos pacientes COVID são atendidos em Assis

O prefeito de Assis José Fernandes anunciou na manhã dessa terça-feira, 12, que se reuniu com prefeitos e secretários de Saúde dos municípios, cujos pacientes COVID-19 são atendidos em Assis, para entrarem em um acordo e encontrarem uma alternativa para que todos que precisarem de internação sejam atendidos, visto ser preocupante a taxa de ocupação hospitalar para tratamento dessa doença.

Como alternativa, o prefeito José Fernandes informa que foi feita uma solicitação aos deputados estaduais, secretário Estadual de Saúde e governador João Dória a ampliação de leitos em UTI e em enfermaria para acometidos pelo novo Coronavírus no Hospital Regional de Assis, que era referência para tratamento de COVID-19 com 10 leitos UTI disponíveis, mais várias vagas de leito em enfermaria. Mas, com mudanças no setor administrativo o Hospital Regional deixou de prestar esse serviço, o que passou a ser feito somente pela Santa Casa de Assis e um hospital particular.

Divulgação - Prefeitos e secretários de Saúde em reunião agendada pelo prefeito José Fernandes
Prefeitos e secretários de Saúde em reunião agendada pelo prefeito José Fernandes


Hoje, considerando atendimentos SUS e particular, Assis conta com 25 UTIs, sendo 10 SUS, 28 enfermarias, sendo 10 SUS. Esses números de leitos podem não ser suficientes, em caso de aumentar o número de contaminados que precisem de internação em UTI.

"Desde que o Hospital Regional deixou de atender pacientes de COVID-19, a Santa Casa tem prestado esse serviço, mas como somos referência para 12 municípios, estamos com as vagas em UTI estranguladas, recebendo até pacientes de Ourinhos onde hospitais já entraram em colapso. Os leitos em enfermaria estão sendo suficientes, mas precisamos ter bastante cautela em nossas ações porque a responsabilidade é de toda a população, não somente do prefeito. Vamos continuar atentos para a evolução da doença em nosso Município", diz José Fernandes.

Divulgação - Prefeito José Fernandes não descarta possível lockdown
Prefeito José Fernandes não descarta possível lockdown


O prefeito explica também que em ação emergencial foi criado o Comitê de Enfrentamento e Combate ao Novo Coronavírus no Município de Assis, que decidiu pela montagem do Hospital de Campanha para prestar atendimento em nível de enfermaria e não de UTI. "Deixo bem claro que estamos com quase 90% das UTIs ocupadas, mas não a enfermaria COVID, o que seria atendido pelo Hospital de Campanha em caso de necessidade. Além do mais, o Hospital de Campanha não tinha UTI e nós não contávamos com uma medida tão desmedida por parte do Estado que foi tirar as UTIs COVID do Hospital Regional", explica o prefeito.

O prefeito lembra ainda que em Ourinhos, que já entrou em colapso e mandou 2 pacientes para Assis, o prefeito anunciou lockdown se necessário, o que também pode acontecer em Assis.

"Nós não queremos tomar medidas extremistas, mas se a situação desse vírus não melhorar na nossa cidade, nós não teremos outro caminho a não ser o lockdown", adianta o prefeito.

Confira o vídeo gravado pelo prefeito José Fernandes na manhã dessa terça-feira:

Assessoria PMA
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM