07 de Agosto de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Incêndios em canaviais preocupam empresas da região

O período de estiagem que se aproxima tem preocupado as empresas da região produtoras de cana-de-açúcar



O processo produtivo agrícola, apresenta a geração de palha, material seco e que tem alto potencial combustível em casos de foco de incêndios, e o tempo com baixa umidade e ventos fortes preocupa as empresas do ramo.

As empresas do ramo sucroenergético, são signatárias do projeto Etanol Mais Verde da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo, que proíbe a queima da cana. Além disso, a cana queimada, apresenta prejuízos produtivos e ambientais, mas o principal motivo de se evitar as queimadas, implica na saúde da população e dos colaboradores, bem como na segurança, daqueles que estão realizando as diversas operações, e de quem necessita realizar o combate a incêndios.

"Além de danos a saúde, na produção e ambientais, temos risco as operações de tratos e colheita que podem estar ocorrendo próximo as áreas de incêndio, e também as equipes que realizam o combate. Desde de 2014 não existe mais queima de cana na NovAmérica.” Mencionou Leandro Dias, Engenheiro Ambiental da NovAmérica Agrícola.

Leandro cita que as empresas possuem equipes de combate a incêndio nas áreas de colheita, e espalhadas por todas as áreas com a finalidade de combater o incêndio com agilidade para que as perdas sejam cada vez menores. As equipes ficam em locais estratégicos para identificar os focos de incêndio e se deslocam para verificação e combate ao menor sinal de fumaça. Existem também equipes de vigilância que realizam rondas para identificação de atividades suspeitas e possíveis incêndios criminosos.

Além disso, a empresa tem investido em monitoramento de focos de incêndio via satélite, bem como em tecnologias de combate a incêndio, como equipamentos de geração de espuma nos caminhões de combate a incêndio e extintores de acionamento automático em caso de princípios de incêndio nos equipamentos de colheita de cana.
Divulgação - Desde de 2014 não existe mais queima de cana na NovAmérica
Desde de 2014 não existe mais queima de cana na NovAmérica

"Temos também a preocupação com os incêndios gerados intencionalmente, tratados como criminosos e os incêndios gerados de forma acidental, em decorrência de lixo as margens de rodovias, bituca de cigarros, ou até de fogareiros improvisados por pescadores, já que um pequeno foco pode gerar incêndios de grandes proporções.” pontuou Leandro.

Não utilize o fogo como limpeza de quintais e terrenos, não jogue lixo ou bitucas acesas em estradas e rodovias, proteja o meio ambiente e a vida.
INCÊNDIO é crime, ligue 190 e denuncie. A pessoa flagrada ateando fogo em lavoura, poderá responder criminalmente, sob pena de reclusão de até quatro anos, civilmente através da reparação do dano, bem como administrativamente, com a aplicação de multa.

A Nova América tem investido em monitoramento de focos de incêndio via satélite
A Nova América tem investido em monitoramento de focos de incêndio via satélite


Assessoria Nova América
+ VEJA TAMBÉM