23 de Setembro de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Leandro de Souza adota discurso da inovação e foca em geração de emprego

Leandro acredita que muitos eleitores estão desacreditados com a política

Nesta segunda-feira, 3 de agosto, a parceria entre o Portal AssisCity e Rádio Difusora deu continuidade à série de entrevistas com pré-candidatos às prefeituras da região. Conduzida por Professor Elielton do AssisCity e Gerônimo Paes da Difusora, a jornada recebeu Leandro de Souza, de Palmital.

O comerciante Leandro de Souza, filiado ao Patriota, coloca seu nome como pré-candidato a prefeito de Palmital. A decisão tomada há cerca de três meses conta com apoio de familiares amigos e conhecidos. "Pessoas que sabem das nossas raízes, do nosso objetivo, do que a gente já faz no social. Foi isso que nos alavancou a assumir a pré-candidatura", conta.

Leandro acredita que muitos eleitores estão desacreditados com a política. Para ele, caso não haja multa, poucas pessoas irão comparecer à urna de votação. Seguindo um discurso pautado pela inovação, analisa que os políticos perderam credibilidade. "Muita gente desacreditou na política, esse é um dos objetivos que nós lançamos a nossa pré-candidatura, sendo um jeito novo de fazer política".

Em sua perspectiva, parte do eleitorado ainda quer mudança e algo novo. Para Leandro, o que leva as pessoas a acreditarem que ele representa o novo para a cidade é a composição de sua pré-candidatura. "Nós não temos grupos políticos. Nós não temos marqueteiro. Nós não temos pessoas com cargos já comprometidos ou prometidos. Se você puder sair fazer uma campanha na rua, e sair com vinte pessoas boas, vale mais do que sair com quinhentas que não vão somar nada e que a população já vai olhar, dessas quinhentas, cem já estão com cargo garantido," diz.

O seu objetivo é concorrer ao cargo máximo sem realizar alianças. Disse ter sido procurado por pessoas de partidos que já têm seu pré-candidato. Ele afirma estar aberto ao diálogo no campo das ideias e não da política momentânea. "Até estou aberto para uma conversa, mas, uma conversa não sobre política do momento, não de separar minha chapa, o meu vice", explica.

Leandro de Souza não esconde que na última eleição esteve ao lado do atual prefeito. Disse que ao lado de sete mil pessoas votou pelo objetivo de mudança na cidade. Quase quatro anos depois, ele está em situação de adversário na corrida eleitoral. Justifica o rompimento por divergências com a assessoria. "O meu objetivo realmente era mudança. Não era cargo. Eu fiquei seis meses chegando na atual administração e falando direto com o prefeito para a gente voltar nos lugares em que foram pedir voto para agradecer. Daí partia da assessoria que não adiantava em seis meses você ir, porque já tinha passado um certo tempo", lamenta.

Souza esclareceu que não torceu contra e evitou posicionar-se quando indagado ser oposição ou situação. "Eu não me considero oposição de ninguém, até porque a gente está num foco novo. A gente não quer atacar ninguém. A gente veio aqui para mostrar o que a gente pode fazer por Palmital", diz. Porém, considerou que a política local está parada nos últimos dezesseis anos.

Para ele, o seu possível governo estará aberto para o recebimento de projetos e ideias de candidatos que venham a ser derrotados na eleição. "Sim. Faço esse compromisso. Inclusive coma população. Eu tenho hoje pré-candidato a vereador que tem projetos protocolados na Prefeitura que a gente não sabe se engavetou. Eu acho que qualquer projeto que seja para o crescimento da nossa cidade, mesmo nascendo pessoas há muito tempo, mantém a média de vinte e dois mil habitantes, porque quem cresce e se forma tem que ir buscar um emprego fora da cidade. Eu estou aberto sim", promete.

O pré-candidato avalia que para o crescimento, sua cidade necessita de emprego. Leandro analisou a posição geográfica de Palmital que a deixa preparada. Considerou que a cidade precisa de Indústria, de emprego ede ajuda aos que já estão instalados no Município. "A gente tem que focar no crescimento, apoiar o comércio. Falta também uma empresa grande. Uma Indústria que você tem que ir atrás. Mostrar para a população que você foi atrás, tentou pelo menos. Trazer uma empresa, essas grandes empresas, hoje, elas capacitam as pessoas. Elas já vem com plano de saúde", diz.

Para ele as pessoas querem dignidade e emprego.Leandro almeja chegar em 2024 com crescimento viabilizado pelo emprego. Sobre quais bandeiras deixará como legado de seu possível mandato, ele respondeu: "De crescimento, de indústria e de emprego".

Aos munícipes deixou uma mensagem de amor e esperança e disse contar com o seu apoio.
Nesta terça-feira será entrevistado o pré-candidato Dr. Max, de Paraguaçu Paulista.

Redação AssisCity
+ VEJA TAMBÉM