16 de Abril de 2021
20º/30º
Notícias - Região

Operação contra a Covid-19 feita por militares do Exército Brasileiro em Dracena tem início com desinfecção no Cemac

Mais de 15 locais públicos da cidade serão higienizados, entre eles hospitais, o Terminal Rodoviário de Dracena, a Secretaria Municipal de Educação, unidades de saúde e vias públicas.

Começaram nesta terça-feira (30), e seguem até 1º de abril, os trabalhos de desinfecção de locais públicos, em Dracena, junto a militares do Comando Conjunto Sudeste (CCSE), do Exército Brasileiro. A higienização começou pelo Centro Municipal de Atendimento à Covid-19 (Cemac). A concentração das equipes foi às 9h30, no Tiro de Guerra de Dracena, na Vila Lucélia.

O efetivo composto por nove militares do 37º Batalhão de Infantaria Leve (37º BIL) do Exército Brasileiro, que tem sede em Lins (SP), utilizará uma solução à base de cloro, hipoclorito de sódio, água, sabão e álcool 70% para descontaminar os ambientes, conforme informou ao G1 o tenente-coronel Fábio Rodrigo de Assis, comandante do 37º BIL.

O oficial do Exército lembrou que essa operação, do Ministério da Defesa, ocorre há cerca de um ano em todo o Brasil "para apoiar os órgãos de saúde e segurança pública". "Com certeza essas ações vão ajudar a mitigar a atual situação em Dracena", declarou ao G1.

É a primeira vez que o Batalhão vem à região do Oeste Paulista. Nas proximidades, Araçatuba e Marília são cidades que já receberam esses trabalhos de desinfecção, considerados positivos pelo tenente-coronel De Assis.

Mais de 15 lugares serão higienizados, entre os quais estão hospitais, o Terminal Rodoviário de Dracena, a Secretaria Municipal de Educação, unidades de saúde e vias públicas.

Os distritos de Jamaica e Jaciporã também receberão os trabalhos de desinfecção. Esses pontos receberão as equipes no período da noite, conforme o tenente-coronel.


Comandos Conjuntos
As desinfecções integram a Operação Covid-19, do Ministério da Defesa, conforme o Exército Brasileiro explicou ao G1. Instituída pela Diretriz Ministerial nº 6, de 18 de março de 2020, a operação ativou dez Comandos Conjuntos em apoio aos órgãos de saúde e de segurança pública no combate ao novo coronavírus.

Os Comandos Conjuntos têm como objetivos:

apoiar os órgãos de segurança pública no controle de acesso às fronteiras;
empregar os meios de Defesa Biológica, Nuclear, Química e Radiológica (DBNQR) para descontaminação de material;
empregar pessoal militar e servidores civis em campanhas de conscientização;
apoiar com meios de transporte, fornecimento de alimentação e alojamento para as equipes envolvidas;
estabelecer ligações com os órgãos estaduais responsáveis pelas ações sanitárias; e
apoiar a triagem de pessoas com suspeitas de infecção para posterior encaminhamento aos hospitais.
No Estado de São Paulo, o CCSE é formado pelo Comando do 8º Distrito Naval (Marinha do Brasil), pelo Comando Militar do Sudeste (Exército Brasileiro) e pelo Comando-Geral de Apoio (Força Aérea Brasileira).

O município contabiliza 160 mortes provocadas pela Covid -19. O mais recente boletim epidemiológico de Dracena, divulgado às 17h17 desta segunda-feira (29), ainda informa o total de 3.933 casos positivos, sendo 3.625 curados.

Com a participação de militares do Exército Brasileiro, operação higieniza pontos de grande circulação de pessoas em Dracena — Foto: Claudinei Troiano/TV Fronteira
Com a participação de militares do Exército Brasileiro, operação higieniza pontos de grande circulação de pessoas em Dracena — Foto: Claudinei Troiano/TV Fronteira

G1
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM