13 de Agosto de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Tê Biondi deseja direcionar Palmital ao futuro e adota discurso conciliador

Biondi revelou ter um bom acesso aos grupos políticos devido à disposição conciliatória, uma vez que não realiza críticas infundadas ou xingamentos

Nesta quinta-feira, 30, a parceria entre o Portal AssisCity e a Rádio Difusora deu continuidade à série de entrevistas com pré-candidatos às prefeituras da região.
Conduzida por Professor Elielton do AssisCity e Gerônimo Paes da Difusora, a jornada recebeu Tê Biondi do Republicanos, de Palmital.

Filiado ao partido Republicanos, o advogado e ex-vereador Tê Biondi planeja chegar ao Executivo de Palmital. Para isso, afirma gostar de política por vocação, devido a sua formação dentro do Direito e pelo cotidiano de trabalho, projeto que nasceu há alguns anos.

"Há dois ou três anos aproximadamente esse projeto, efetivamente, nasceu dentro de uma ideia e nós buscamos colocar isso em prática e a aceitação está muito boa", explicou.

Divulgação - Tê Biondi, pré-candidato a prefeito de Palmital
Tê Biondi, pré-candidato a prefeito de Palmital


Sobre o assunto alianças, Biondi revelou ter um bom acesso aos grupos políticos devido à disposição conciliatória, uma vez que não realiza críticas infundadas ou xingamentos. O pré-candidato explicou a importância desse acesso. "Isso não é um coisa ruim. Porque nós estamos liderando um processo. Nós estamos tratando de pessoas. Às vezes essa pessoa concorda com o Governo Federal e outras que concordam com o Governo Estadual dentro das suas ideologias".

O pré-candidato comentou também que é necessário ter várias ideias, administrará para todo o Município e defendeu a democracia. "Nós vamos administrar toda a cidade de Palmital. A unidade de pensamento não faz parte da democracia. Nós temos que respeitar as minorias", defendeu.

Para a escolha da pré-candidata a vice-prefeita Claudia Paulino, Tê destacou o propósito de escolher uma mulher com atuação na área social e conhecimento do Município. "A área social em Palmital é um problema muito grave. Se nós não estivermos a partir do ano que vem, com uma atuação incisiva dentro da área social em Palmital, em cinco ou dez anos nós estaremos nos sujeitando a alimentar com os nossos adolescentes a área criminal", explicou.

Analisando os motivos que o fazem desejar ser gestor, o pré-candidato comentou sobre servidores que não são ouvidos, pessoas que buscam atendimento e que sofrem por conta da gestão. "Por que nós estamos falando de gestão? Porque Palmital tem um orçamento de noventa milhões. Setenta e oito milhões, aproximadamente, só do Poder Executivo. Nós sabemos que o dinheiro está à disposição. É uma questão de privilegiar determinadas áreas e fazer uma boa gestão desse recurso", defendeu.

Tê afirma estar preparado para em janeiro realizar um levantamento para identificar o que está acontecendo com o financeiro, almeja resgatar o orgulho dos servidores e dar-lhes voz.

Tê Biondi afirma querer projetar Palmital para o futuro. Destacou a importância da área tecnológica, citou os cursos oferecidos em cidades vizinhas, com ênfase à estrutura da FEMA. Explicou a possibilidade de trazer esses alunos para atuarem em seu Município. Visa ainda melhorar a renda com o desenvolvimento da área tecnológica com criação de empresas digitais.

Comentou ainda sobre o caráter agrícola palmitalense. "Palmital é uma cidade essencialmente agrícola. Nós sabemos o quão tecnológica é a área agrícola. Então, nós temos que trazer isso e posicionar a cidade para o futuro para que a gente possa trazer essas divisas para Palmital, melhorar renda", explicou.

Como marca de seu possível mandato, voltou a citar o desejo de direcionar o Município ao futuro, ir em direção à ciência da comunicação, ciência tecnológica e que em 2024 dizer que criou a incubadora, que trouxe renda e com ela obteve ajuda para administrar a Saúde.

Em sua mensagem aos munícipes, disse que não podem se sujeitar a caprichos políticos de quem promete situações milagrosas, afirma ter ideias próprias e formadas para trazer renda, com respeito aos pensamentos divergentes, considera emprego e renda como muito importantes e as servidores pediu que contem com ele para qualificação e que não tenham que receber nada goela abaixo.

Nesta terça-feira o entrevistado será o pré-candidato Doutor Eduardo, de Palmital.

Redação AssisCity
+ VEJA TAMBÉM