08 de Fevereiro de 2023
20º/30º
Notícias - Saúde

Ano Novo: oftalmologista alerta para acidentes oculares com fogos de artifício

Apesar de bonitos, os fogos são extremamente perigosos e podem gerar lesões oculares graves

Comemorar as festas de final de ano é sempre uma delícia, mas, se formos realistas, é fato que acidentes acontecem - ainda mais quando falamos em fogos de artifício.

Por mais bonitos que sejam à distância, eles podem, sim, ser extremamente perigosos, e um dos maiores riscos, nesses casos, é o de lesões oculares. Segundo o relatório anual da Comissão de Segurança dos Produtos de Consumo dos Estados Unidos, em 2019 foram registradas 12 mortes e 10.000 feridos por fogos de artifício - 1.500 desses sofreram lesões na área dos olhos.

É por isso que, quando esse é o assunto, o cuidado é redobrado: as crianças e os jovens adultos são as vítimas mais frequentes, e correspondem a 36% do total de feridos. Imagine que apenas as faíscas podem queimar a mais de 1000 ºC!

Como evitar acidentes com fogos de artifício?
"Se você for assistir ou estiver perto de um show profissional de fogos, respeite as barreiras de segurança, siga todas as instruções de segurança e veja fogos de artifício a pelo menos 200 metros de distância", explica o Dr. Halim Féres Neto, membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia e Diretor da Prisma Visão. "Não toque em fogos de artifício não explodidos e, se encontrar algum, saia de perto e avise alguém competente. Não permita que crianças brinquem com fogos de artifício - mesmo aquelas velas sparklers, que a gente usa em bolos de aniversário e são consideradas 'seguras', queimam a temperaturas muito altas e não devem ser manuseadas por crianças pequenas."

As crianças mais velhas precisam da supervisão de um adulto próximo para usar fogos de artifício, e o ideal é evitar corridas ou brincadeiras com esses explosivos recreativos. Caso decida soltar fogos, o ideal é optar por uma região ao ar livre, e uma área clara, longe de casas, folhas secas, grama ou outros materiais inflamáveis.

"Mantenha um balde de água nas proximidades para emergências e para derramar em fogos que não acendem ou explodem", recomenda o médico. "Não tente reacender ou manusear fogos defeituosos. Mergulhe-os com água e jogue-os fora, e certifique-se de que outras pessoas estão fora de alcance antes de acender esses explosivos."

Por fim, verifique as instruções para entender como melhor armazenar esses objetos e evite deixar partes do seu corpo diretamente sobre ou próximas a um fogo de artifício durante o acendimento.

O que fazer diante de queimaduras oculares por fogos de artifício?

É essencial ter em mente os procedimentos mais adequados em caso de acidentes, já que essas lesões podem combinar as queimaduras com traumas por força e exposição química. O ideal é procurar um médico oftalmologista imediatamente. Outras condutas incluem:

- Não esfregar os olhos
- Não enxaguar os olhos
- Não aplicar pressão
- Não remover nenhum objeto que possa estar preso no olho
- Não aplicar pomadas
- Não tomar qualquer medicamento para dor e que afinam o sangue, como aspirinas, a menos que sob orientação médica
Divulgação
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM