12 de Novembro de 2019
17º/30º
NOTÍCIAS » LOCAL

"Vovô do Uber” se adapta às novas tecnologias aos 67 anos, em Assis

Camilo Vieira já completou mais de 1000 corridas com avaliação cinco estrelas

O aplicativo Uber começou a ser utilizado em Assis no dia 10 de março deste ano. Desde então, o número de motoristas e usuários tem aumentado. A tecnologia já está disponível em muitas cidades e capitais ao redor do mundo, mas como se adaptar a ela quando se está na melhor idade?

O senhor Camilo Vieira tem 67 anos e foi um dos primeiros motoristas a aderir ao aplicativo em Assis. Motorista ao longo de toda a sua vida, ele conta como venceu as dificuldades, especialmente de lidar com o smartphone.

"Durante toda a minha vida eu dirigi e isso sempre fez parte da minha rotina. Trabalhei como motorista de ônibus em São Paulo e também prestei serviços para diversas empresas ao longo desses anos. Eu me aposentei há cerca de um ano e meio e o aplicativo caiu como uma luva. Para mim é muito bom porque não preciso ficar em casa como aposentado, mas posso trabalhar nos horários que bem entendo e ter um emprego livre. Por conta de outros compromissos, eu trabalho mais ou menos 22 dias no mês, principalmente durante o dia e no começo da noite. Assim posso dar uma descansadinha e consigo cumprir com minhas outras obrigações”, afirma.

Segundo Camilo, ele está de bem com a vida, especialmente por conta do retorno positivo de seus passageiros.

"Posso dizer que trabalho com muito prazer e isso acaba se refletindo nos passageiros. Não sei dizer se é sorte, mas cada pessoa que carrego entra no carro sorrindo e elogiam muito o meu serviço, o que só me faz querer melhorar. Costumo dizer que sou o vovô do Uber em Assis, por conta da minha idade, mas a experiência nunca acaba. Cada comentário positivo é um incentivo para que eu faça meu melhor, seja na qualidade da direção, no trato com os passageiros. O dia a dia ensina muito a gente e nunca aprendemos tudo, então posso dizer que durmo tranquilo todas as noites sabendo que estou dando meu melhor”, salienta.

A simpatia do vovô do Uber realmente conquistou os assisenses que já passaram pelo seu carro. Afinal, senhor Camilo já atingiu o número de 1001 corridas com cinco estrelas.

"Desde que comecei a trabalhar como Uber já passei das 1001 corridas com cinco estrelas. Ou seja, após cada corrida, os passageiros avaliam o motorista com essa pontuação e eu consegui atingir a nota máxima. É uma alegria imensa, porque já fui boia fria, vivi na roça, cortei muita mata com machado e agora cheguei a dirigir um Uber. Fiz o segundo grau depois dos 50 anos, em um supletivo, e nunca tive o hábito de mexer com computador ou smartphones. De repente veio esse avanço enorme, com as coisas acontecendo muito rapidamente, mas consegui me adaptar”, explica.

Sobre seu sucesso como motorista de um serviço que envolve tantas tecnologias, Camilo atribui à sua força de vontade.

"Sou muito esforçado e o que pego para fazer, eu levo a sério. Eu sempre ouvia na televisão o pessoal comentando sobre Uber e tenho uma filha que mora em Santo André. Meu genro até chegou a falar para eu ir embora e fazer corridas lá, mas já fui muito assaltado na época que era motorista e achei melhor ficar no interior. Costumo dizer que o Maomé não foi à montanha no meu caso, mas a montanha é que veio até mim. Fico feliz que essa montanha tenha sido a Uber e que eu tenha conseguido me superar. Gostaria de deixar um agradecimento a todos os passageiros e aos meus familiares, que sempre me incentivam, cada dia mais”, conclui.


Senhor Camilo Vieira tem 67 anos e é o "vovô do Uber" em Assis


Ele já conseguiu mais de 1001 corridas cinco estrelas e agradece o apoio


Redação AssisCity/ Fotos: Divulgação
+ VEJA TAMBÉM