19 de Julho de 2019
17º/30º
NOTÍCIAS » BRASIL

Fundação Procon-SP constata diferença de preços de até quase 80% em produtos de Páscoa

Pesquisa foi realizada em seis estabelecimentos comerciais de Presidente Prudente. Maior variação, entre R$ 3,68 e R$ 6,49, foi verificada nos tabletes de chocolate

Uma pesquisa realizada pela Fundação Procon-SP constatou que as diferenças de preços de produtos típicos de Páscoa podem chegar a quase 80% entre os estabelecimentos comerciais de Presidente Prudente.

A maior variação foi verificada entre os tabletes de chocolate, com uma diferença que chegou a 76,36%. Neste caso, o produto, de 100 gramas, mais barato foi encontrado R$ 3,68, enquanto o mais caro, a R$ 6,49, perfazendo uma diferença absoluta de R$ 2,81.

Entre os bombons, a maior diferença de preços foi de 71,76%, encontrada em uma caixa de 12 unidades, com 150 gramas, entre R$ 17,99 e R$ 30,90. A diferença no valor absoluto foi de R$ 12,91.

Já entre os ovos de Páscoa, a maior diferença foi de 62,47%, encontrada em um produto de 150 gramas que variou entre R$ 19,69 e R$ 31,99, ou seja, R$ 12,30 no valor absoluto.

Por fim, a pesquisa também apurou que, entre os bolos de Páscoa, a maior diferença foi de 45,30%, em que um produto de 700 gramas variou de R$ 19,89 a R$ 28,90, ou seja, R$ 9,01 no valor absoluto.

A Fundação Procon-SP, através do Núcleo Regional de Presidente Prudente, realizou levantamento de preços de produtos de Páscoa em seis estabelecimentos comerciais da cidade e comparou os valores praticados em cada um deles.

A comparação de preços envolveu quatro bolos de Páscoa, dez bombons, 69 ovos e 46 barras de chocolate de diversos tipos, modelos e marcas, totalizando 129 itens.

O resultado da coleta dos preços foi divulgado nesta quarta-feira (10).

Só fizeram parte da comparação os produtos comercializados em no mínimo três dos locais visitados.

Segundo a Fundação Procon-SP, o objetivo da pesquisa é oferecer uma referência ao consumidor através dos preços médios obtidos dentro da amostra pesquisada.

"Os resultados do levantamento não podem ser utilizados para fins publicitários. As variações de preços constatadas referem-se ao período em que foi realizada a coleta, os preços atuais podem ser diferentes, estando sujeitos à alteração conforme a data da compra, inclusive por ocasião de descontos especiais, ofertas e promoções. Além disso, lojas da mesma rede podem praticar preços diferenciados”, salientou o órgão estadual.

Dicas de compra

O Procon-SP orienta que o consumidor faça uma comparação entre os preços praticados por diferentes estabelecimentos e também considere a relação qualidade, peso e preço do item a ser adquirido.

"É preciso também avaliar a quem será destinado o chocolate – idade, gosto, restrições alimentares, entre outras, são questões que não podem ser deixadas de lado no momento da compra”, pontuou o órgão estadual.

Ainda segundo o Procon-SP, algumas informações que são obrigatórias na embalagem devem ser observadas com atenção – prazo de validade, composição e peso líquido do produto.

Nos ovos que contêm brinquedos, a embalagem deve informar: faixa etária a que se destina; identificação do fabricante (nome, CNPJ, endereço); importador (caso o brinquedo seja importado); instruções de uso e de montagem; eventuais riscos que possam apresentar à criança; e selo de segurança do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), que indica que o produto foi fabricado e comercializado de acordo com as normas técnicas.

Confira aqui o resultado completo do levantamento.


Pesquisa constatou diferença de até 62,47% nos preços dos ovos de Páscoa


G1
+ VEJA TAMBÉM