23 de Julho de 2019
17º/30º
ENTRETENIMENTO » BLOG

Sustentabilidade em alta: empresas aderem a medidas sustentáveis como coleta seletiva

Cada vez mais marcas vêm se conscientizando da importância da sustentabilidade, preservação da natureza e reciclagem; confira algumas empresas e suas iniciativas

Empresas engajadas e sustentáveis já não são mais a exceção. Cada vez mais, elas têm se tornado a regra, seguindo a tendência sustentável mundial e, claro, o posicionamento de seus clientes. Uma pesquisa de mercado realizada em 2017 pela Opinion Box trouxe a percepção dos consumidores brasileiros sobre o engajamento social e a sustentabilidade das empresas - e os dados não podiam ser mais reveladores: 42% dos clientes se preocupa muito com práticas sustentáveis durante as compras, enquanto mais da metade (54%) prefere marcas que evitam o desperdício e cuidam bem do meio ambiente.

Além disso, 85% dos consumidores brasileiros dizem se sentir melhor quando consomem marcas sustentáveis. Já 65% desse público deixaria de comprar produtos de empresas que poluem o meio ambiente. E não é só nacionalmente que a valorização da sustentabilidade tem ganhado espaço: outro estudo, promovido pela Unilever e pela Europanel, mostrou que um terço dos consumidores (entrevistados no Brasil, no Reino Unido, Turquia e Índia) consomem pensando na responsabilidade socioambiental das marcas.

"Green is the new black”: empresas aderem à sustentabilidade

Em busca de relevância no mercado, cada vez mais empresas investem em ações sustentáveis. Longe de meramente declarar apoio ao meio ambiente, algumas marcas realmente têm vestido a camisa "verde” e adotado uma postura consciente no que se refere à sustentabilidade. Confira alguns exemplos:

Santa Luzia: do lixo à matéria-prima com reciclados e recicláveis

Criada em 1942 em Braço do Norte (SC), a fábrica de espelhos Santa Luzia, hoje Indústria e Comércio de Molduras Santa Luzia, além da tradição no mercado também já tem história na reciclagem. Em 2012, a companhia revolucionou sua cadeia produtiva ao substituir 98% da matéria-prima inicial, madeira, pela reciclagem de resíduos plásticos como isopor e o poliuretano (PU).

O que para muitos podia ser considerado lixo, sem utilidade, a Santa Luzia reverteu em matéria-prima: o material é todo coletado por meio de parcerias com mais de 210 cooperativas espalhadas por todo o Brasil. Além disso, essa atividade gera mais de 3.800 empregos. Hoje, cerca de 10% do Poliestireno (isopor) e do Poliuretano produzidos no Brasil tem o destino correto por meio da Santa Luzia.

Grupo Eliane: sustentabilidade de dentro para fora

Não é só no Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho, que o Grupo Eliane tem trabalhado para diminuir o impacto ambiental causado pela mineração em seu processo produtivo. A empresa de revestimentos já recebeu até o Troféu Onda Verde, mais importante prêmio da área ambiental da região sul do Brasil, pelos seus cuidados constantes no aperfeiçoamento das técnicas de lavra e recuperação das áreas degradadas. As ações visam destinar essas regiões a novas atividades, como agricultura, habitação, pastagem e reflorestamento.

Especializadas na fabricação de cerâmica, todas as fábricas da empresa prezam pela proteção dos recursos hídricos. Exemplo claros dessa filosofia sustentável são a construção de um sistema focado no tratamento de efluentes em Criciúma; além de um projeto para fechamento do circuito de resíduos em Cocal do Sul, garantindo o tratamento e reaproveitamento total dos rejeitos, bem como a Estação de Tratamento de Efluentes da Bahia.

Na sede do Grupo Eliane, não é diferente: a água da chuva é captada, tratada e utilizada pela companhia. E todos os resíduos sólidos criados com as atividades da empresa são separados para reaproveitamento, destinação adequada ou reciclagem posterior.

Eucatex: reaproveitamento é palavra de ordem

Indústria brasileira de papel e celulose criada em 1951, a Eucatex possui o selo FSC (Forest Stewardship Council® ou Conselho de Manejo Florestal) em todos os seus produtos provenientes de madeira. Assim, a marca atesta a responsabilidade da origem do material utilizado em seus processos.

A empresa investe ainda no Programa de Reciclagem Eucatex visando o reaproveitamento dos resíduos de madeira. Dessa fofma, a poluição é reduzida e a energia é gerada por meio da utilização de biomassa, além de reforçar a sua responsabilidade ambiental, já que a Eucatex também deixa de descartar os resíduos nos aterros e terrenos baldios em um raio de 100km da sua fábrica em Salto, interior de São Paulo, para usar esse material na co-geração de energia. Outro diferencial é que parte da madeira que seria descartada é usada em reformas ou na troca de móveis.

Sustentabilidade em ação: como implantar a coleta seletiva e outras medidas nas empresas?

Em busca de tornarem mais sustentáveis e engajadas socialmente, muitas marcas buscam implantar medidas como a coleta seletiva ou o reaproveitamento de resíduos. Mas antes de começar é importante entender como funciona a coleta seletiva.

Coleta seletiva em prática: como funciona?

Um projeto de coleta seletiva de sucesso demanda planejamento para que cada etapa seja verificada, além das parcerias essenciais com fornecedores para reaproveitamento dos resíduos. Outro ponto importante é a condução periódica de uma educação ambiental na empresa, assim, será possível contar com uma equipe verdadeiramente engajada com a causa.

Hoje, as formas mais comuns de coletas seletivas no Brasil são: a coleta porta a porta e a por Pontos de Entrega Voluntária (PEV’s) - a primeira pode ser realizada tanto pelo servidor público de limpeza quanto pelo prestador de serviço. Já os pontos de entrega voluntária consistem em locais estrategicamente situados perto de conjuntos de residências ou instituições para a entrega dos resíduos segregados com a coleta posterior feita pelo poder público. Há ainda a coleta por cooperativas ou associações de catadores de materiais recicláveis.

Implantando ações sustentáveis nas empresas

Seja a coleta seletiva, reaproveitamento de resíduos ou da água da chuva, o futuro de toda humanidade exige atitudes responsáveis para manutenção do meio ambiente. Com planejamento adequado de todo processo é possível implementar ações sustentáveis nas empresas e, dessa forma, dar o exemplo para seus colaboradores e consumidores. O meio-ambiente agradece!


85% dos consumidores brasileiros dizem se sentir melhor quando consomem marcas sustentáveis


Divulgação
+ VEJA TAMBÉM