03 de Dezembro de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » BRASIL

Os Desafios da Segurança Cibernética em 2020

Nós já enfrentamos anos muito complicados em termos de segurança cibernética, mas 2020 é um ano especialmente preocupante. Só entre julho e agosto deste ano, o aumento nos ataques cibernéticos foi de 30%.

Há muitos outros fatores que podem fazer com que este ano seja um grande desafio em termos de segurança digital - e você vai conferir estes pontos e, claro, alguns métodos sobre como se proteger.

Números preocupantes e significativos
Os dados sobre os anos anteriores não são muito positivos. Em 2018, por exemplo, foi registrado um total de 10.5 bilhões de ataques por malware no mundo inteiro, de acordo com o Statista. Em 2019 o número melhorou: caiu para 9.9 bilhões de ataques por malware – os dados de 2020 ainda precisam levar em conta as semanas restantes de novembro e dezembro e não estão fechados.

Com dados divulgados pela PurpleSec, o número de ataques de crimes cibernéticos aumentou em 600% em comparação com 2019, e o cenário da pandemia foi um dos elementos motivadores para esta escalada nas ameaças digitais.

Mais de meio milhão de senhas de usuários do Zoom (um aplicativo para videoconferência online) foram roubadas este ano e disponibilizadas em fóruns obscuros, e este é apenas um entre vários casos de quebra e roubo de dados; especialistas em TI afirmam que, até 2025, será necessário investir no mínimo US$1 trilhão de dólares em segurança cibernética para corrigir e diminuir estas e outras falhas.

As principais ameaças digitais em 2020
Dentre as várias ameaças virtuais, os métodos de golpes aplicados por meio de phishing (o roubo de dados por meio de links e anexos contaminados ou o redirecionamento para páginas falsas, onde as vítimas entregam suas informações acreditando ser um serviço legítimo) estão entre os que mais crescem em 2020.

Os criminosos investem em mensagens que possuem correlação com a pandemia. Os ataques são feitos por apps de mensagens instantâneas (como WhatsApp e Telegram), e-mails, mensagens em redes sociais ou outros canais (incluindo até mesmo chamadas telefônicas).

Estes ataques de phishing incluem mensagens falsas nas quais os criminosos se passam por organizações legítimas, como órgãos de governo, empresas de saúde e até mesmo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

O cenário da segurança digital no Brasil
No Brasil, grande parte dos golpes estava envolvido com mensagens falsas relacionadas ao auxílio emergencial: promessas de benefícios adicionais, valores mais altos ou até o recebimento mais rápido chegam pelo WhatsApp e outros aplicativos, induzindo as vítimas ao erro. Houve uma série de fraudes no auxílio emergencial usando dados roubados destas vítimas, como CPF, número de identidade e outros dados.
Por aqui, 2020 mostrou um aumento de 333% nos ataques cibernéticos para controle remoto, e isto só entre fevereiro e abril, segundo levantamentos da Kaspersky.E

Dentre um total de 9.7 bilhões de ataques cibernéticos registrados em toda a América Latina este ano, 1.6 (um bilhão e seiscentos milhões) aconteceram no Brasil (16.4% do total registrado no continente), de acordo com números registrados pela Fortinet – e isto corresponde só ao primeiro trimestre deste ano.

No Brasil, o maior desafio é investir em segurança, cobrir os apagões digitais e reforçar a integridade digital dos sistemas como um todo – afinal, nem mesmo as instituições do governo estão a salvo: o maior ataque contra dados do governo brasileiro aconteceu este ano, com o roubo de informações do sistema do Superior Tribunal de Justiça.

É preciso investir em segurança digital
Muitas das tendências de ataques observadas em 2020 já tinham sido apontadas em 2019. Isto significa que, com os investimentos ideias, o cenário observado agora poderia não ser tão grave quanto o que se apresenta.

O 2020 Business Threat Landscape ("Cenário de Ameaças Empresariais de 2020”, em uma tradução livre), publicado pela Bitdefender, mostrou que, mesmo com os alertas e com a tendência de crescimento das ameaças cibernéticas, grande parte das empresas não investiu adequadamente em medidas de proteção.

Com o aumento do trabalho remoto (home office), a Bitdefender também constatou que metade das empresas e organizações se mostraram completamente despreparadas para enfrentar o cenário atual.

O cenário da segurança digital no Brasil e no mundo deixa um alerta claro: é essencial investir em segurança cibernética. Se os investimentos parecem caros, os prejuízos são muito maiores: os prejuízos causados por ataques virtuais podem atingir a cifra de US$ 6 trilhões de dólares para as empresas do mundo inteiro, só este ano.

Investir em bons sistemas de segurança, firewalls profissionais, segurança para servidores, ferramentas VPN, antivírus profissionais e, principalmente, em equipes profissionais de TI e em treinamentos para todos os funcionários são coisas fundamentais para qualquer empresa ou órgão que leve segurança digital a sério.

Algumas medidas de segurança que podem ajudar
Há alguns comportamentos que podem diminuir os ricos aos quais você, sua família ou sua empresa estão expostos. Manter um bom firewall e um antivírus profissional sempre ativos é algo fundamental.

Além disto, manter senhas fortes e jamais compartilhar suas informações pessoais com terceiros é outra dica fundamental. Uma VPN também pode te ajudar muito, principalmente aumentando a segurança da sua conexão através de uma boa criptografia, o que é muito útil se você precisa usar redes públicas de Wi-Fi, por exemplo. Uma boa VPN também te ajuda a se proteger de inúmeras ameaças e também te dá um nível maior de privacidade online.

Mantenha seus programas e sistemas sempre atualizados e jamais baixe nada ou clique em qualquer link com procedência duvidosa.
Divulgação
+ VEJA TAMBÉM