09 de Agosto de 2022
20º/30º
Entretenimento - Colunistas

Podologia também é questão de Saúde Pública

Colunista - Magali Nascimento

Olá.

Nas últimas semanas, você tem conhecido um pouco mais sobre Podologia em minhas colunas.

Tenho demonstrado como é importante um acompanhamento podológico, desde o nascimento até a velhice, bem como no trabalho ou em outras situações do dia-a-dia.

Uma Podóloga ganha ainda mais relevância quando falamos sobre tratamentos em pessoas com diabetes.

Felizmente, a conscientização sobre esta importante área da saúde e da Biomedicina tem aumentado.

Nos últimos anos, o Poder Público vem trabalhando para regulamentação da profissão e na extensão do acesso a tratamentos para toda a população. Nas esferas Federal e Estadual.

Vários municípios brasileiros aprovaram leis e programas específicos para saúde dos pés.

Também é o caso de nossa cidade. No último mês de abril, foi sancionada a Lei 7070/2022, de autoria do Vereador Pastor Nivaldo dos Santos, que criou o Programa de Prevenção da Saúde dos Pés do Município de Assis.

A iniciativa visa prevenir, diagnosticar e tratar diversos tipos de patologias e lesões nos pés, em especial o diabético. Também haverá orientação, campanhas educativas e outras formas de atendimento.

Todas as áreas da Podologia serão abrangidas: Podologia Preventiva, Geríátrica, Infantil, Laboral e Esportiva.

O Programa está em fase inicial de elaboração, pela Secretaria Municipal de Saúde.

Esperamos que, em breve, toda a população tenha acesso, na Rede Pública Municipal de Saúde, a tratamentos e procedimentos humanizados nos pés, por meio de profissionais especializados.

Será um avanço significativo. Principalmente, se considerarmos que são realizadas, no Brasil, 46 amputações diárias de membros inferiores, em média, decorrentes do diabetes. A prevenção é importantíssima e possibilita a diminuição destes dados alarmantes.

Relembrando, a atividade de técnico em podologia ou técnico podólogo está prevista, no Código Brasileiro de Ocupações - C.B.O., sob o nº 3221-10. O profissional deve possuir, como formação básica para o exercício:

- certificado de conclusão de ensino superior, do ensino médio ou equivalente; ou

- diploma de habilitação ou certificado profissional de técnico de nível médio, emitido por instituição de ensino superior, ou expedido por escolas devidamente credenciadas, que ministram cursos de podologia devidamente autorizados conforme orientação da Lei de Diretrizes e Bases vigente e,

- carteira profissional de técnico podólogo ou tecnólogo em podologia, expedida pelo Conselho Regional de Biomedicina

Como tenho falado, procure uma Podóloga especializada, se detectar qualquer problema em seus pés. Unhas encravadas, calos e calosidades, pequenas ou grandes lesões, e outros, são situações que não devem ser deixadas para depois.

Divulgação - Magali Nascimento, Podóloga - Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal
Magali Nascimento, Podóloga - Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal


Salve este conteúdo e divulgue para quem precisa! A Podologia pode ajudar a prevenir várias complicações, em qualquer idade.

Cuide de sua saúde, e de quem você ama. A começar por seus pés.

Beijo!
Divulgação Magali Nascimento
Magali Nascimento
Podóloga há 10 anos. Técnica em Podologia, pelo SENAC Marília, graduanda em Tecnologia em Podologia pela Unicesumar. Certificada e especialista em knesiopodo, correção de unhas, onicomicose, laser aplicado à Podologia, ácidos e peeling e tratamento de pés diabéticos,
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM